Prefeitura de Fortaleza define pagamentos de reajuste de piso nacional, primeira parcela do 13º e férias de professores ~ Portal do Helvécio Martins

sábado, 4 de julho de 2020

Prefeitura de Fortaleza define pagamentos de reajuste de piso nacional, primeira parcela do 13º e férias de professores

Além de receberem a primeira parcela do 13º salário em agosto, professores vão embolsar o pagamento regular e gozar das férias no mesmo mês

Após reunião com Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação do Ceará (Sindiute) na tarde desta sexta-feira, 3, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), anunciou que irá manter o compromisso com a categoria e pagará as parcelas da reajuste do piso nacional do salário, de 12,84%, em outubro e dezembro. Outra reivindicação dos professores que será atendida é o pagamento e o gozo das férias em agosto.
A proposta, conforme o chefe do Executivo municipal anunciou em live no fim da tarde desta sexta, é de que os docentes tirem as férias no próximo mês para que o ano letivo presencial seja retomado em setembro, caso os números da pandemia na Capital permaneçam estáveis. "Faço isso em respeito ao trabalho do servidor municipal que tem se esforçado a cada dia em qualificar os serviços públicos", pontua RC.
Além da garantia do pagamento do piso de reajuste e das férias, os professores também terão direito ao recebimento da primeira parcela do 13º salário, que será paga no dia 20 de agosto a todos os servidores municipais. O repasse equivale a 40% do 13º salário, ainda sem os descontos de impostos e foi anunciada pelo prefeito na tarde desta sexta-feira.
Presente no encontro, o presidente da Comissão de Educação na Assembleia Legislativa do Ceará, Queiroz Filho, (PDT), afirmou que a garantia dos direitos dos profissionais da educação é essencial. "Mesmo com tantas dificuldades, é com alegria que damos a notícia de que os professores poderão gozar de férias remuneradas no mês de agosto. Lembrando que Fortaleza foi o primeiro município do país a garantir o piso salarial da categoria. Juntamente com o 13° salário, são conquistas a serem celebradas", disse.
O pagamento inicialmente aconteceria em 21 de junho, mas foi adiado pelo prefeito ainda no dia 2 do mesmo mês, devido ao cenário de incertezas econômicas gerado pela pandemia da Covid-19. Durante live nesta sexta-feira, 3, RC afirmou que tomou a decisão após reuniões com Conselho Gestor Financeiro da Prefeitura e com o Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Fortaleza (Sindifort).
Conforme o prefeito, apesar de o País passar por uma "uma das situações econômicas mais graves", a gestão precisa "honrar o nosso compromisso com o serviço público", embora o cenário ainda seja desafiador.
OPOVO

0 comentários:

Postar um comentário