FORTALEZA. DEUS, ATUOU E LIVROU: ABRIGO DE IDOSOS. 36 acolhidos recuperados da Covid-19 deixam isolamento ~ Portal do Helvécio Martins

quinta-feira, 11 de junho de 2020

FORTALEZA. DEUS, ATUOU E LIVROU: ABRIGO DE IDOSOS. 36 acolhidos recuperados da Covid-19 deixam isolamento

Esta quinta-feira (11) foi dia de comemoração no Abrigo de Idosos. É o dia que marca a recuperação do 36º idoso recuperado do coronavírus na unidade. Agora, nenhum idoso necessita mais de isolamento. Desde o início do coronavírus, 36 dos 66 idosos acolhidos no espaço testaram positivo para a doença. A Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS) adotou diversas medidas para proteger os acolhidos. Além do isolamento interno, o equipamento dividiu a equipe por grupos de trabalho e fez testagem em todos os idosos abrigados e nos profissionais que apresentavam sintomas da doença.
“Nossas precauções começaram ainda em março. Desenvolvemos um plano de contigenciamento que foi frequentemente atualizado, sempre atento às recomendações de saúde”, observa a titular da SPS, Socorro França. Ela destaca que os cuidados foram direcionados tanto para os acolhidos como para os profissionais e com atenção para a saúde física e mental de todos os envolvidos.
“A pandemia chegou como um grande desafio. Fizemos uma força-tarefa para diminuir ao máximo os riscos de contaminação. Dividimos em espaços diferentes de isolamento dentro para conseguir controlar a disseminação do vírus. Separamos os idosos que testaram positivo; idosos que estavam voltando de hospitais por qualquer outro motivo; idosos sintomáticos aguardando para fazer o teste e aqueles que entraram em contato com os sintomáticos”, detalha a diretora da unidade, Quitéria Magalhães.
As visitas ao abrigo foram suspensas ainda no mês de março e vêm sendo substituídas por chamadas telefônicas e chamadas de vídeo com os familiares. A medida está em consonância com as recomendações do Ministério Público do Ceará que foi um dos guias na elaboração do Plano de Contingenciamento da SPS direcionado aos Serviços de Acolhimento Institucionais. Uma das medidas do Plano é que desde a entrada os colaboradores devem passar por uma triagem, com medição de temperatura e higienização dos sapatos, dentre outras instruções que são seguidas à risca por todos que entram no abrigo.
Psiquiatra e assessor da Secretaria Executiva de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos da SPS, André Bezerra, lembra da importância dos cuidados com a saúde mental dos servidores e colaboradores que atuam nestes espaços. “Desde o início da pandemia nossa preocupação era que os profissionais tivessem um acompanhamento de psicólogos para não acumularem toda a estafa e pressão que recaem sobre eles”, frisa. Os atendimentos acontecem em parceria com o Instituto Logos de Psicologia, que faz a escuta terapêutica online.
“O nosso Plano de Contigenciamento foi pensado a partir de demandas que poderiam surgir nesse período”, ressalta André, ao lembrar que os idosos são acompanhados diariamente por geriatras da Secretaria da Saúde (Sesa) e residentes da Universidade Federal do Ceará (UFC).

0 comentários:

Postar um comentário