TRAGÉDIA: Fortaleza tem média diária de 50 mortes por Covid-19 na última semana ~ Portal do Helvécio Martins

quarta-feira, 13 de maio de 2020

TRAGÉDIA: Fortaleza tem média diária de 50 mortes por Covid-19 na última semana

Em boletim divulgado nesta quarta-feira (13), secretaria municipal da saúde ressalta aumento do número de mortes, distribuídas espacialmente na cidade.


Cerca de 50 pessoas morreram por Covid-19 em Fortaleza, em média, a cada 24 horas, nesta última semana, de acordo com o mais recente boletim sobre doença divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) na noite desta quarta-feira (13). Considerando o período desde a ocorrência dos primeiros óbitos por Covid-19, em 24 de março, até esta quarta, a média foi de 21,1 mortes por dia. Nas duas primeiras semanas epidemiológicas, a média era de três mortes diárias, que cresceu até alcançar 49,3 na última semana, com fechamento em 13 de maio, de acordo com a SMS.

Apenas os bairros Maraponga, Salinas, Praia do Futuro I, Praia do Futuro II e Lourdes não registraram mortes pela doença, de acordo com o mesmo boletim da SMS, ou seja, 116 dos 121 bairros da cidade já tiveram mortes de residentes. Os bairros Grande Pirambu, Barra do Ceara-Vila Velha e toda Regional I, Vicente Pinzon-Cais do Porto, Tauape e José Walter continuam com alta concentração de óbitos. O epicentro inicial também continua a produzir casos e, eventualmente, mortes, segundo a secretaria.

Mais leitos no hospital da Mulher e no PV

O prefeito de Fortaleza Roberto Cláudio anunciou em live na nesta quarta-feira (13) novos 110 leitos para pacientes de Covid-19, sendo 56 referentes à primeira expansão do projeto inicial do hospital de campanha no estádio Presidente Vargas, no Bairro Benfica, e outros 54 no Hospital da Mulher, no Bairro Jóquei Clube.
"O Hospital do PV, que já está completo, com 224 leitos, inclusive 20 a mais do que a a gente havia originalmente prometido, mas já está, nesse momento, com 93% de ocupação. Então aquela ampliação eventual, que a gente disse que poderia ser preciso, vai ser preciso", disse Roberto Cláudio.

Mesmo com a criação de centenas de leitos exclusivos para a Covid-19 desde os primeiros casos da pandemia no Ceará, a capacidade de atendimento em UTIS opera no limite

Adesão ao isolamento

Roberto Cláudio ressaltou na live desta tarde que o isolamento social mais rigoroso decretado a partir de 8 de maio baixou o fluxo de veículos na capital em até 80%, como é o caso dos bairros Jóquei Clube, Luciano Cavalcante e Salinas. Os dados são da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC).

0 comentários:

Postar um comentário