'São histórias de dor e saudade', diz Camilo após Ceará registrar mais de mil mortes por Covid-19 ~ Portal do Helvécio Martins

sábado, 9 de maio de 2020

'São histórias de dor e saudade', diz Camilo após Ceará registrar mais de mil mortes por Covid-19

Nas redes sociais, governador do Estado manifestou "profundo pesar" pelos 1.017 óbitos confirmados na manhã deste sábado (9)


Logo após a Secretaria da Saúde do Ceará divulgar, na manhã deste sábado (9), que o Estado ultrapassou a marca de mil mortes por Covid-19, o governador Camilo Santana se manifestou em suas redes sociais, declarando "profundo pesar a todas as famílias e amigos" de quem perdeu seus entes queridos para a doença.   "Não são apenas números. São rostos e histórias de dor e de saudade. Seguimos nessa luta para salvar outras vidas", afirmou o chefe do executivo estadual, acrescentando que a doença "tem trazido sofrimento ao Brasil e ao mundo". O Ceará já registra 1.017 óbitos e 15.243 casos confirmados da doença, conforme os dados da plataforma IntegraSUS, atualizados pela Secretaria da Saúde às 9h21 de hoje. Fortaleza continua sendo a cidade com maior concentração do novo coronavírus desde o início da pandemia, com 10.572 casos e 779 óbitos. 
Regras mais rígidas em Fortaleza
Nesta sexta-feira (8) foi iniciado o lockdown em Fortaleza. O primeiro dia de bloqueio total das atividades não essenciais na capital cearense foi marcado por bloqueios nos acessos à cidade e por ruas e avenidas esvaziadas. Locais públicos amanheceram com pouco movimento, mas ainda foram verificadas pequenas aglomerações em terminais de ônibus e próximo a agências da Caixa, além de congestionamentos nas barreiras instaladas para controlar o fluxo de pessoas.
Adesão ao lockdown
O governador Camilo Santana chegou a elogiar a adesão da população em Fortaleza, após o primeiro dia de lockdown na cidade. Em transmissão ao vivo pelas redes sociais, o governador disse que a queda foi "significativa" e voltou a reforçar na medida como combate à pandemia do novo coronavírus. Dados preliminares apontaram que na Regional 2 a taxa de isolamento ficou acima dos 80%, e que no bairro Vila Velha, ficou entre 70% e 80%. Na avenida Washington Soares, a redução de tráfego foi de 63%, enquanto que na avenida Carlos Jereissati, onde fica o Aeroporto de Fortaleza, foi de 77%. 
Ceará é o 2º em testes para Covid-19
Com 34.159 testes feitos até quarta-feira (6), o Ceará estava em segundo lugar em número de realização de testes entre os 10 estados com mais hospitalizações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), na lista do Ministério da Saúde da última quinta (7).
A SRAG pode ser causada tanto pela Covid-19 quanto por outros vírus, por isso a testagem se torna relevante para as autoridades sanitárias se aproximarem do número real de pessoas infectadas pela nova doença.
Desobediência pode virar caso de polícia
O secretário da Segurança Pública do Ceará, André Costa, afirmou que, ao desobedecer a ordem de retornar para casa em saídas não justificadas, a pessoa vai ser levada à delegacia, durante o lockdown em FortalezaO secretário participou de coletiva de imprensa na tarde da quinta-feira (7) para dar mais detalhes do decreto de isolamento no Ceará. A cidade foi dividida em 124 quadrantes, que vão ter dezenas de blitze e barreiras físicas nos 20 principais corredores e nas sete entradas principais de Fortaleza. Os carros só poderão circular com todos os ocupantes usando máscara.

0 comentários:

Postar um comentário