CORONAVÍRUS (COVID-19) Obras dos hospitais de campanha de Caucaia e Maracanaú têm início e previsão de entrega é em 15 dias ~ Portal do Helvécio Martins

quinta-feira, 14 de maio de 2020

CORONAVÍRUS (COVID-19) Obras dos hospitais de campanha de Caucaia e Maracanaú têm início e previsão de entrega é em 15 dias

Os dois vão ser responsáveis pela oferta de mais 80 leitos na rede pública estadual de saúde. Outros hospitais de campanha abertos pelo Governo do Ceará em Fortaleza já possuem leitos em funcionamento

Anunciados nesta quarta-feira (13) pelo governador Camilo Santana, os hospitais de campanha dos municípios de Caucaia e Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza, já tiveram suas obras iniciadas. As duas unidades de saúde estão sendo construídas pelo Governo do Ceará e vão funcionar em contêineres adaptados para receberem leitos hospitalares. Cada um vai funcionar com 40 leitos e a previsão é que dentro de 15 dias já estejam prontos. A medida visa garantir atendimento àqueles que contraíram a Covid-19 e necessitam de internação.

O governador disse que o Estado vem trabalhando para ampliar a oferta de leitos na rede pública estadual de saúde, especialmente onde há uma maior necessidade desse suporte hospitalar. “Temos acompanhado a situação e Caucaia e Maracanaú são municípios onde têm aumentado o número de casos e de óbitos, então decidimos abrir esses dois hospitais de campanha para dar mais apoio. Já são mais de dois mil leitos abertos no estado somente para o atendimento de pacientes com a Covid-19, tanto de UTI como de enfermaria”, afirmou Camilo.

Ampliação da rede pública

Além desses dois hospitais de campanha, totalizando mais 80 leitos que estarão à disposição da população nas próxima semanas, o Governo do Ceará já entregou outras unidades similares na capital cearense. Quatro hospitais em Fortaleza já receberam estruturas para ampliar sua oferta de leitos. No São José foram criados 25 leitos, no de Messejana mais 35 e no Hospital Geral são 39 novas vagas somente nas unidades de campanha.
O Hospital César Cals também ganhou uma estrutura anexa, para onde foram transferidos os consultórios do setor ambulatorial, que por sua vez passou a abrigar leitos de alojamento conjunto para puérperas e recém-nascidos, abrindo espaço para que 30 leitos de enfermaria, 21 de UTI Adulto, 10 leitos de UTI Neonatal e 27 obstétricos ficassem exclusivos para o tratamento de pacientes com Covid-19.
Outros dois hospitais da rede do Governo do Ceará estão recebendo anexos: são eles o Regional do Sertão Central (Quixeramobim), com cerca de 30 leitos, e o Infantil Albert Sabin (Fortaleza), com novos 25 leitos.
Além desses de campanha, o Governo do Ceará requisitou dois hospitais particulares que estavam fechados em Fortaleza para atender exclusivamente pessoas infectadas com o novo coronavírus, o Leonardo da Vinci com 230 leitos e o Batista com 131.

0 comentários:

Postar um comentário