CORONAVÍRUS (COVID-19) Medidas mais rígidas para conter avanço da Covid-19 na Capital começam nesta sexta-feira ~ Portal do Helvécio Martins

quinta-feira, 7 de maio de 2020

CORONAVÍRUS (COVID-19) Medidas mais rígidas para conter avanço da Covid-19 na Capital começam nesta sexta-feira

O governador Camilo Santana afirmou, em transmissão ao vivo nas redes sociais, na noite desta quinta-feira (7), que a partir desta sexta-feira (8) todos os órgãos de segurança e trânsito estarão preparados para orientar e fiscalizar os decretos que, além de prorrogar por mais 15 dias o isolamento social em todo o Estado, obrigando a todos o uso de máscaras, implicam na adoção de medidas mais rigorosas na Capital.
“Decidimos fazer em Fortaleza um isolamento social mais rígido, alguns chamam de lockdown, não importa, o que importa é que são ações mais rígidas, para que a gente possa diminuir o fluxo de pessoas na cidade e a transmissão do vírus que já está em todos os bairros da Capital”, explicou.
Estudo realizado por pesquisadores da Universidade Federal do Ceará mostra que ao longo das últimas duas semanas houve diminuição do isolamento. O levantamento aponta gráficos por Regional. Na Regional V, por exemplo, quando iniciou o distanciamento, eram 70% os que aderiram, mas esse percentual caiu para 32%. “Com a diminuição do isolamento a transmissão se tornou mais rápida. Já criamos no Ceará, nos 45 dias de pandemia, 463 leitos de UTI, são 63% a mais do que tinha na rede da Prefeitura e Estado. Só em Fortaleza foram 337 novos leitos de UTI. Mesmo com reforço de leitos, hospitais de campanha e os dois privados que foram requisitados, estamos chegando ao limite de atendimento”.
Camilo Santana relatou que durante toda a tarde de hoje participou de reuniões com as equipes que vão operacionalizar a fiscalização do cumprimento do decreto. Estão envolvidos órgãos como a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Detran, Demutran, Guarda Municipal e apoio da Polícia Rodoviária Federal. “Nós preparamos um plano operacional. Serão muitas blitze em Fortaleza, vamos ter seis barreiras para fiscalizar as saídas e entradas de Fortaleza”, alertou o governador.
Como já vinha sendo assegurado em decretos anteriores, os serviços considerados essenciais permanecem em funcionamento e não sofrerão qualquer alteração. “Os serviços essenciais e toda a cadeia para abastecimento continuam. Portanto as pessoas fiquem tranquilas. Não precisa correr para supermercados, farmácias, porque continuarão funcionando”, exclamou Camilo Santana, apontando que o objetivo da adoção de maior rigor nas ações é evitar as aglomerações que continuavam sendo vistas, mesmo com as primeiras restrições. “Queremos tirar das ruas as pessoas que não trabalham em serviços essenciais. Nós vamos fiscalizar. Será permitida a saída das pessoas que vão trabalhar nas áreas essenciais, na saúde, as que vão em busca de atendimento na saúde”, pontuou.
O governador avaliou que é importante as pessoas terem clareza do que pode e do que não será permitido em Fortaleza. “Não pode mais ficar ninguém em espaços públicos como praças, praias, parques e areninhas. Isso não será permitido até o dia 20 (de maio). Todas essas medidas não têm o objetivo de punir ninguém. Queremos que as pessoas se conscientizem e vamos fazer valer esse decreto”.
Todas as medidas que vêm sendo adotadas no estado têm como foco principal salvar vidas. “Temos dois objetivos. O primeiro diminuir o fluxo de transmissão que hoje está muito forte na capital cearense. Se as pessoas circulam menos, transmitem menos. É bom as pessoas compreenderem que fazer isso é preservar suas vidas, é garantir a vida das famílias, das pessoas que vivem em Fortaleza. O objetivo é permitir ao poder público ampliar e garantir ainda mais os serviços de atendimento à população”. O segundo objetivo, de acordo com o governador Camilo Santana é fazer barreiras no fluxo de veículos que circulam da capital para o interior. “É para diminuir a evolução desse vírus no interior. A concentração da pandemia está em Fortaleza. Imagine essa pandemia se espalhar rapidamente por todo o estado? Vai ser impossível o sistema de saúde atender a toda a população. Por isso é fundamental essa decisão que foi tomada a partir da orientação de especialistas, de cientistas, para salvar vidas”.
Ainda em sua fala o governador destacou que o Estado tem tomado todas as iniciativas sem medir esforços. “No dia 10 vai sair da China mais um avião com equipamentos para o Ceará. Vai vir a primeira remessa de 200 respiradores para ajudar a ampliar as UTIs aqui no estado. E serão mais toneladas de EPIs para que nossos profissionais de todos os municípios do Ceará possam trabalhar protegidos com todos os equipamentos de proteção individual, necessários para o combate ao coronavírus”.
O governador Camilo Santana também destacou que o Estado do Ceará está entre os três do Brasil que mais fazem testes para detecção da Covid-19. “Por isso os nossos números. Estamos chegando a 14 mil casos confirmados. É porque estamos testando muito e estou agora fazendo a contratação de mais testes porque quanto mais a gente testa, mais temos condições de planejar as ações de enfrentamento a essa pandemia aqui no estado”. Todos os esforços, liderados pelo secretário estadual da saúde, Dr. Cabeto, conforme o governador, continuarão sendo feitos. “A Secretaria da Saúde do Estado definiu um novo protocolo de atendimento nos postos de saúde e está orientando a todos os municípios do Interior, porque precisamos fazer a busca ativa daquelas pessoas que estão com os sintomas nos primeiros dias. Se conseguirmos identificar essas pessoas mais cedo, conseguimos iniciar o tratamento e evitar que essas pessoas precisem ser internadas, que precisem de uma UTI”.

0 comentários:

Postar um comentário