Ads 468x60px

quarta-feira, 2 de maio de 2018

SSPDS Armas e distintivos são apreendidos e três suspeitos são presos em ação policial em dois bairros de Fortaleza

Dois dos presos aparecem em imagens, divulgadas em redes sociais, exibindo armas de fogo, distintivos e coletes com símbolos das forças de segurança 

Quatro armas de fogo, entre elas um fuzil, foram apreendidas, após um trabalho desencadeado pela Coordenadoria de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e pela Força Tática da Polícia Militar do Ceará (PMCE), nessa terça-feira (01), em Fortaleza. Além das apreensões, a ação também resultou nas prisões de três suspeitos. Dois deles aparecem em um vídeo, divulgado em rede social, em que homens armados exibem distintivos com símbolos das Polícias Civil e Militar do Ceará (PCCE e PMCE), além de coletes balísticos. Os detalhes foram repassados em coletiva de imprensa na tarde desta quarta-feira (02).

Após diligências no bairro Serrinha, na Área Integrada de Segurança 05 (AIS 05), os profissionais de segurança chegaram à residência de Mateus Maviniê de Oliveira Rodrigues Viana (18), na Rua Montevidéu. Conhecido por “Lobão”, o suspeito já responde por tentativa de homicídio e foi visualizado defronte a um imóvel, onde foi realizada a abordagem policial. Com ele, nada de ilícito foi encontrado. Contudo, as buscas se estenderam até o interior da propriedade pertencente ao criminoso, onde foi encontrada, em um guarda-roupa, uma vasta quantidade de munições de calibres 38 e 5.56.
Após a prisão de Mateus, os policiais seguiram até o bairro Maraponga 09 (AIS 09), visando prender o suspeito identificado por Geovane Diogo Silva Oliveira (29) – conhecido por “Geo” e com antecedentes criminais por homicídio, tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e crime de trânsito. Chegando a propriedade, na Rua Jaime Rolemberg, a companheira do criminoso, RayanneLouises Feitosa Lopes (25) – sem antecedentes – fechou as portas da residência, com o objetivo de atrasar a ação policial. Após a atitude da mulher, as equipes perceberam que “Geo” tentava se evadir pelo telhado, mas graças ao trabalho rápido dos profissionais, o infrator foi contido antes de concretizar a fuga.
Ao ser questionado, Geovane alegou que mantinha um fuzil calibre 5.56 guardado no interior do imóvel. Contudo, no momento que a equipe policial acessava a residência, Rayanne tentou impedir o avanço das equipes utilizando de um cachorro da raça pitbull. Após um tempo, a suspeita decidiu se entregar. A arma de fogo de grosso calibre foi encontrada em um dos cômodos da residência, acompanhada de dois revólver calibre 38, uma pistola .40 e carregadores de calibres diversos. No total, foram em torno de 250 munições apreendidas na ofensiva policial.
Além do armamento ilícito, foram encontrados também os materiais que aparecem nas imagens gravadas pelos criminosos. Foram apreendidos quatro coletes balísticos com capas táticas e quatro distintivos da PMCE. Em depoimento, “Geo” afirmou que as armas de fogo e os outros objetos eram de sua propriedade, e que os mantinham na casa, pois temia o ataque de desafetos contra a sua vida. Já Rayanne, alegou também que tinha ciência dos armazenamentos dos ilícitos no local. 
De acordo com o delegado Ricardo Romagnoli, titular da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), Geovane é foragido da Casa de Privação Provisória de Liberdade Agente Elias Alves da Silva (CPPL IV) e há indícios que possua um grau hierárquico elevado dentro de uma organização criminosa. A fuga de “Geo” ocorreu após o suspeito receber o indulto natalino, no ano passado, e não retornar à unidade prisional no prazo estipulado pela Justiça.
O trio foi encaminhado à sede da DRF, onde foi realizado um inquérito policial por posse ilegal de arma de fogo de uso restrito e uso permitido, e na Lei das organizações criminosas. Os homens responderão ainda pelo uso indevido de insígnias do Estado e a mulher pelo crime de favorecimento pessoal, uma vez que ela tentou impedir a entrada da Polícia. Agora, as investigações permanecem objetivando capturar os demais envolvidos no grupo.


Fonte: SSPDS

0 comentários:

Postar um comentário