Ads 468x60px

terça-feira, 28 de março de 2017

RIVA TEIXEIRA: 2 anos de saudades. Família quer que justiça seja feita

A tragédia: 
28 de março de 2015, foi o fatídico dia em que a família, parentes, amigos, colegas e funcionários da RIVA SAÚDE AMBIENTAL, do empresario Riva Teixeira, foram surpreendidos com a notícia do seu brutal e covarde assassinato. Com total resquícios de perversidade o crime chocou o Estado do Ceará. 02 anos se passaram e seus algozes estão presos aguardando julgamentos para que a justiça seja feita.

Dois anos a tragédia aconteceu
NA ÉPOCA: A delegada Socorro Portela, que investigou o caso, disse que não tem nenhuma dúvida de que Claudênia Rodrigues, ex-mulher de Riva Teixeira,  é a autora intelectual do crime; e um funcionário de sua empresa, com quem ela teve um envolvimento amoroso identificado como Thiago de Almeida Gomes, foi o autor material. A diretora da DHPP conta que conseguiu imagens de diversas câmeras de segurança, que mostram o trajeto que Gomes fez. "Ele passou pela casa da Claudênia. De lá foram para a casa da vítima. A moto seguiu o carro dela todo o tempo. Provavelmente, o crime foi combinado no dia anterior". Portela revelou que toda a trama foi pensada para que a herança ficasse para a acusada. "Claudênia é gananciosa, queria a empresa do 'Riva'. O que aconteceu não foi ocasional, tudo havia sido premeditado". A delegada declarou que as investigações do assassinato foram complexas, mas muitos indícios fortes em desfavor dos presos, foram colhidos. "Ao todo 63 pessoas foram ouvidas. Todo mundo que poderia ter interesse na morte dele prestou depoimento e foi investigado. Dentre estas pessoas estão as 11 que ele denunciou à Polícia dizendo que já tinham lhe feito ameaças. Alguns familiares também foram investigados. Não se encontrou nada a respeito de ninguém, a não ser a Claudênia e o Thiago".
Hoje 28 de março de 2017, só saudades
O assassinato de Riva Teixeira, abalou toda estrutura familiar. Nesse período de 02 anos, muitos fatos ocorreram como o falecimento do seu pai Luiz Rufino, em Catarina. Homem do campo, simples e humilde Sr. Luiz Rufino, sofreu muito com a partida do filho.                                         Hoje os irmãos Ubiratan Teixeira, Ubirajara Teixeira e demais familiares preservam a memoria de Riva Teixeira, e lutam para que a justiça seja feita.
 A pequena cidade de Catarina, aonde Riva Teixeira, nasceu chorou sua partida. Seu sepultamento foi um dos maiores da história do Município.

Portal do Helvecio


0 comentários:

Postar um comentário