Ads 468x60px

sábado, 4 de março de 2017

BARRA DO CEARA: Polícia Civil realiza operação contra homicídios e tráfico de drogas

Cinco criminosos suspeitos de atuarem em crimes de homicídio e tráfico de drogas foram presos com armas e entorpecentes, em uma operação realizada pelas Divisões Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD) e de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE). O trabalho foi efetuado, no bairro Barra do Ceará – Área Integrada de Segurança 1 (AIS 1) de Fortaleza. 


A operação foi realizada a partir de investigações de traficantes que seriam suspeitos de participarem do homicídio de Anderson de Lima Oliveira (20), cometido em novembro de 2016. Todos os presos foram encaminhados para a sede da DCTD e autuados em flagrante por tráfico de drogas e posse ilegal de armas de fogo.



As investigações levaram os policiais à Rua Santo Antônio – local das capturas. Os três primeiros a serem presos foram identificados como Francisco Rafael Silveira da Silva (22), Tiago Mesquita da Silva (24), que já respondem por tráfico de drogas, e Francisco Jean Freitas de Oliveira (25), que não possuía antecedentes criminais. Os três integram um grupo criminoso atuante no tráfico de entorpecentes na área e que é suspeito da autoria do homicídio de Anderson – encontrado morto no bairro Goiabeiras com uma faca cravada no rosto. Existem indícios de que o delito tenha sido motivado por disputas de território. O caso é investigado pela DHPP.



Em um terreno próximo à casa dos três, os policiais civis apreenderam 200 gramas de crack divididos em dois pacotes. No telhado da casa de um deles, os investigadores encontraram duas pistolas calibre 380 municiadas, dois carregadores do mesmo calibre, 57 munições e uma balança de precisão. 



De acordo com a delegada Patrícia Bezerra, titular da DCTD, as investigações continuam no sentido de capturar mais envolvidos nas ações delituosas, bem como de apreender outros materiais ilícitos. “A retirada dessas armas de circulação representa um impacto positivo no combate à criminalidade. Além de servir como prova dos homicídios, após passar por perícia que comprove a utilização do objeto no crime, apreender esse armamento nos faz impedir a ocorrência de outras mortes”, enfatiza a delegada.  




Dando continuidade às diligências, os policiais capturaram Johnatan Mesquita da Silva (21), que responde por roubo, e Marcondes Moreira Ribeiro (34), que responde a um Termo Circunstancia de Ocorrência (TCO) por crime contra a propriedade imaterial. A dupla estava com uma arma de fogo e entorpecentes. Os policiais receberam informações de que eles estariam com os materiais ilícitos, ainda na Barra do Ceará. Ambos foram capturados no prédio onde fica a casa de Marcondes, na Rua Bom Jesus. Eles ainda correram na tentativa de fugir dos policiais, mas logo foram rendidos. No imóvel, os investigadores apreenderam outra pistola cal. 380 com numeração raspada. Na casa de Johnatan, situada na Rua Santo Antônio, os agentes de encontraram 15g de crack e 50g de maconha. Em depoimento, Marcondes alegou guardar a arma em sua casa a pedido de Johnatan, que confessou a propriedade do material.





Fonte: SSPDS

0 comentários:

Postar um comentário