Ads 468x60px

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

CHUVA DE 210 MM NA VILA DR. CÍCERO: Sem registros da Funceme Parambu teve chuvas de 170 mm, 150 mm e 140 mm



Terra molhada, rios com muita água, açudes sangrando, o sertão todo verde e alegria geral estampada no rosto das pessoas, esse foi o resultado das muitas chuvas que banharam o município de Parambu e toda a região dos Inhamuns no ultimo sábado, 11 de fevereiro. Durante a madrugada, manhã e tarde, choveu em todas as comunidades, algumas com maior e outras com menor intensidade.

Do acúmulo de chuvas do ultimo sábado, 11, as maiores chuvas que se tem conhecimento ocorreram na localidade de Vila Dr. Cícero (Trevo) 210mm, Miranda 170mm, Gavião 150mm, Ingá 140mm, Serra dos Paulos 137mm, Rosário 130mm, Malhada/Cruzetinha 120mm, Pau Preto 90mm, Ilha Grande 80mm, Campo Grande 74mm, Cana Brava 54mm... Na cidade o acumulado das chuvas ficou em 110mm.

Rios com enchentes
No final da tarde de sábado, 11, vários rios botavam cheia com grande volume, como por exemplo, o riacho do Bairro Beleza, da Ingá e do Pirajá, fazendo o Rio Puiú botar a primeira grande cheia do ano para o Açude Arneiroz II. Na BR 020, internautas fizeram imagens e vídeos do Rio de Jucás botando já a segunda grande cheia desse ano de 2017 desaguando no Rio Jaguaribe no município de Arneiroz.

Nas redes sociais, as pessoas compartilhavam informações de açudes de pequeno porte sangrando em várias comunidades do município e outros de médio e grande porte com um bom volume de água. 

Açudes
As chuvas do sábado, 11, também fizeram o Açude Parambu (Açude Puiú) e Açude do Bolsão do Facundo receberem aporte de água.

Segundo informações do "Paulinho da Cogerh" responsável pelo monitoramento do Açude Parambu, com capacidade para 8,6 milhões de metros cúbicos, acumulou 13 centímetros na lamina. Como o consumo foi intenso nas ultimas semanas, o reservatório está com apenas 140 mil  m³ (metros cúbicos) de água. 

O açude do Bolsão na comunidade de Facundo que tem capacidade para 1.750.000 m³ (Um milhão, setecentos e cinquenta metros cúbicos de água), até o dia 1° de fevereiro estava com 573.759  (Quinhentos e setenta e três mil, setecentos e cinquenta e nove metros cúbicos). Segundo informações de populares, depois do ultimo aporte informado, o reservatório já acumulou mais de um metro na lâmina.

Cisternas
As chuvas também fizeram todas as cisternas construídas em residencias da zona rural, serra e sertão, encher, fato que ameniza temporariamente a escassez de água que vinha atingindo várias comunidades do município.

EU: Estive no leito do Rio de Jucás, berço da família Feitosa, que banha a histórica cidade do Cococi. O Rio permanece descendo com grande volume de água devido as fortes chuvas que caíram no fim de semana. É um grande espetáculo da natureza que gera alegrias, felicidades e vidas. Água é sinal de graças dadas por Deus. Tudo se renova.


Por Abraao Barros/Portal do Helvecio

0 comentários:

Postar um comentário