Ads 468x60px

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

CATUNDA E NOVA RUSSAS: Polícias Civil e Militar cumprem mandados e desarticulam dois grupos criminosos

As Polícias Civil e Militar do Estado do Ceará (PCCE) desarticularam dois grupos criminosos que atuavam na região do município de Catunda – Área Integrada de Segurança 14 (AIS 14) do Estado. Nos últimos dias, onze suspeitos foram presos em cumprimento a mandados de prisão preventiva por roubo e por tentativa de latrocínio, além de flagrante delito. As capturas foram realizadas por policiais civis da Delegacia Municipal de Santa Quitéria – responsável pelas investigações sobre os criminosos – e por policiais militares que atuam em Catunda. 

Nesta sexta-feira (03), militares deram cumprimento ao mandado de prisão preventiva por homicídio contra Denilson Ferreira de Sousa (18), conhecido como “Pipoca”, que possui passagem pela Polícia por furto quando menor. O infrator foi localizado na casa de seus familiares, na cidade de Nova Russas. Ele e outros cinco suspeitos são apontados como responsáveis pela morte do agricultor José Alves Saraiva (53), ocorrida no dia 25 de dezembro de 2016. “Pipoca” era o único que faltava ser capturado. Ontem (02), policiais civis também prenderam outros dois envolvidos no crime, identificados como Gustavo Sousa da Silva (19),que não possuía antecedentes criminais, e Leonardo Saraiva de Mesquita, o “Leozinho” (18), que também respondeu por furto quando menor.

Os outros três suspeitos, os irmãos William Jonath Castro Santos (19) e Wesley Castro dos Santos (18), ambos sem antecedentes criminais, e Luiz Amaro Feitosa Vieira (24), que responde por furto, foram presos em flagrante, por envolvimento em outras ações delituosas. Os mandados contra eles foram cumpridos nas unidades prisionais nas quais estão encarcerados. Wesley se envolveu em uma troca de tiros com policiais militares e foi preso por tentativa de homicídio contra os agentes de segurança. À época, ele estava acompanhado de “Pipoca”, que na ocasião conseguiu fugir. 

O bando é envolvido em roubos na região. De acordo com os levantamentos policiais, quatro dias antes de José Alves Saraiva ser morto ele foi abordado por Luiz Amaro na estrada que percorria de volta para casa, ao sair da roça, na localidade Açude Carminha, em Catunda. O criminoso tentou roubar o agricultor, que acertou o ombro de Luiz com uma faca que usava no trabalho. Então, como vingança, o bando se reuniu e, no dia de Natal de 2016, mataram o homem, no mesmo trajeto. José Alves foi morto a golpes de faca e pauladas. 

Outro grupo criminoso
Já no último dia 1º deste mês, os policiais da delegacia de Santa Quitéria deram cumprimento ao mandado de prisão preventiva por tentativa de latrocínio expedido contra Luzardo da Silva Martins (26), que não possuía antecedentes criminais. Ele, seus irmãos e outros parentes são suspeitos de integrarem outra associação criminosa atuante em roubos na região. O suspeito foi capturado em sua residência, na localidade de Oiticica.

O mandado de prisão contra eles foi expedido em decorrência do roubo cometido, no dia 07 de janeiro deste ano, contra um idoso de 81 anos, de quem eles tomaram R$ 3 mil. Após o assalto, na casa do homem, na zona rural de Catunda, um dos criminosos efetuou disparo de arma de fogo em direção à cabeça da vítima, mas não acertou.

Os alvos dos criminosos são pessoas que passam por estradas em zonas rurais e casas que ficam em regiões mais afastadas. A Delegacia de Santa Quitéria solicitou mandado de prisão preventiva por tentativa de latrocínio contra Luzardo e outros quatro familiares, sendo seus irmãos, Thiago da Silva Martins (28), que responde por receptação, e Gean Pereira Martins (21), que não possuía antecedentes criminais; o tio deles, Ednaldo Rufino Martins (31), o “Naldo”, que responde por latrocínio; e o primo de Ednaldo, Ednardo Rufino Cardoso da Silva (28), que responde por porte ilegal de arma de fogo. 

Thiago e Ednardo também foram presos antes, em outras ações policiais. Eles tiveram os mandados cumpridos nas unidades prisionais. As investigações sobre as atividades ilícitas do bando continuam. Existem suspeitas de que eles também sejam envolvidos em um homicídio ocorrido na cidade. A Polícia segue à procura de Gean e Ednaldo, bem como de outras pessoas da mesma família, que sejam envolvidas nas ações delituosas do grupo.


Fonte: SSPDS

0 comentários:

Postar um comentário