Ads 468x60px

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

JUSTIÇA LETAL: Mulheres acusadas de roubo são condenadas a mais de oito anos de prisão

As rés Maria Cláudia Soares de Lima e Maria Tayana Pereira dos Santos foram condenadas a oito anos e quatro meses por roubo, com uso de arma de fogo e participação de comparsa. A decisão é da juíza Fabiana Silva Felix da Rocha, em respondência pela 4ª Vara Criminal do Fórum Clóvis Beviláqua.
“A materialidade do fato criminoso de roubo majorado restou comprovada pelo auto de prisão em flagrante e demais provas produzidas nos autos”, destacou a magistrada na sentença.
Consta nos autos (nº 0115939-27.2016.8.06.0001) que no dia 28 de fevereiro de 2016, por volta das 10h20, policiais militares faziam patrulhamento no bairro Carlito Pamplona, em Fortaleza, quando foram acionados para uma ocorrência de roubo com agressão física na avenida Francisco Sá, em frente à Praça Carandiru.
Na ocasião, as vítimas estavam trafegando em uma motocicleta, quando pararam na referida praça para atender telefonema e foram abordados por um rapaz e duas moças. Os indivíduos perguntaram o que as vítimas faziam na área deles. Ao responder que só estava atendendo telefonema, o casal foi informado de que só poderia sair do local após dar todos os pertences.
Uma das mulheres puxou o celular e tentou acertar uma das vítimas com uma pedra. Na sequência, eles foram empurrados para o chão e acertados com pauladas no rosto, pés e costas. Ainda foram perseguidos pelos acusados, que só fugiram do local ao perceber que a polícia havia sido acionada. As moças foram presas em flagrante na rua Tenente Lisboa, mas o rapaz conseguiu fugir. Em depoimento, as rés negaram a prática criminosa.
Ao julgar o caso, a magistrada considerou que, “em decorrência da análise das provas carreadas, restou cabalmente comprovado que as acusadas foram autoras do delito narrado na denúncia”. A decisão foi publicada no Diário da Justiça dessa segunda-feira (23/01).
Portal do Helvecio

0 comentários:

Postar um comentário