Ads 468x60px

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Governo do Ceará entrega mais uma obra do Plano de Segurança Hídrica no Pecém

Intervenção adiciona cerca de 200 litros de água por segundo ao sistema de abastecimento metropolitano, aumentando a garantia hídrica na RMF


O governador Camilo Santana entrega nesta quarta-feira (25), no Pecém, mais uma obra do Plano de Segurança hídrica da Região Metropolitana de Fortaleza. Trata-se da bateria de poços, adutoras e estações de bombeamento que possibilitarão o Aproveitamento do Aquífero Dunas. São 38 poços que garantirão cerca de 200 litros de água por segundo. A intervenção gera uma "água nova", que não era aproveitada. Com isso, o Sistema Metropolitano passa a mandar menos água para a região do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), aumentando a garantia hídrica na Região Metropolitana de Fortaleza.

A intervenção teve custo total de R$ 6,5 milhões e foi desenvolvida pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do Ceará (Cogerh). Além do CIPP, a água do novo sistema reforçará a garantia hídrica de São Gonçalo do Amarante e distritos.

A obra de Aproveitamento do Aquífero do Pecém foi possível graças a estudos que já haviam sido desenvolvidos pela Cogerh, avaliando o potencial hídrico da região. Os estudos apontavam para considerável reserva de água no subsolo, com possibilidade de recargas diretas e anuais. Essa recarga é possível devido principalmente a dois fatores: o tipo de solo (arenoso e preservado) da região e às médias de chuvas no litoral, que mesmo em anos ruins, costumam atingir ou até superar as do Estado. A obra foi tão bem sucedida que a Cogerh/Sohidra já realizam testes na região da Taíba/Siupé.

A água produzida nos 38 poços é reunida em duas Estações de Bombeamento (EB). Dessas EBs, são aduzidas ao Reservatório Apoiado do Pecém (RAP), de onde seguem para alimentar os consumidores finais.


AÇÕES DO PLANO DE SEGURANÇA HÍDRICA

As ações do Governo do Ceará, em parceria com a Cagece, Cogerh e Superintendência de Obras Hidráulicas (Sohidra), com apoio da Secretaria de Recursos Hídricos (SRH) e Secretaria das Cidades (SCidades), têm como objetivo reduzir em 20% o consumo de água, com investimentos previstos em R$ 72,1 milhões. São elas:



- Reforço no combate às perdas de água (fraudes e vazamentos);

- Perfuração de novos poços e manutenção dos já existentes em áreas críticas de abastecimento e em equipamentos públicos (saúde, educação e segurança);
- Perfuração de poços no Pecém;
- Aproveitamento do sistema hídrico do Cauípe;
- Aproveitamento do açude Maranguapinho;
- Reúso das águas de lavagem dos filtros da Estação de Tratamento de Água do Gavião;
- Captação pressurizada de água no açude Gavião;
- Reforço no abastecimento de Aquiraz com implantação de adutora de água tratada;
- Revisão da meta da Tarifa de Contingência (aumento da meta de economia de água pela população de 10% para 20%);
- Redução da oferta de água em 20% para indústrias da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF);
- Plano de Comunicação.

Portal Helvecio

0 comentários:

Postar um comentário