Ads 468x60px

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

PARLAMENTARES DA BASE: Retorno à gestão estadual é incerto


Jeová Mota, ex-titular da Secretaria dos Esportes, só saberá se retorna à Pasta em 2017 
Ao que tudo indica, os deputados Mirian Sobreira e Jeová Mota, ambos do PDT, não voltarão a fazer parte da administração do Governo Camilo Santana. Os parlamentares pediram exoneração de seus cargos para votarem durante a eleição da Mesa Diretora, mas devido ao processo conturbado que foi os dois devem mesmo permanecer na Casa pelos próximos anos.

A eleição da Mesa Diretora, além do racha entre partidos aliados do Governo de Camilo, como PSD e PMB, causou também um estremecimento com o grupo da deputada Mirian Sobreira, em Iguatu, que não gostou nada da aproximação do governador com o seu inimigo político Agenor Neto, do PMDB, que acompanhou a determinação de Camilo de apoio à candidatura de Zezinho Albuquerque (PDT), em detrimento à postulação de Sérgio Aguiar (PDT), que foi derrotado no pleito do dia 1º deste mês.

Segundo a parlamentar, após passar por três eleições neste ano, sendo uma em Iguatu, outra apoiando o candidato em Fortaleza e agora a da Assembleia, o clima se mostrou mais tenso na disputa à presidência do Poder Legislativo, que, conforme disse, foi responsável por "muitas sequelas e rachas". No entanto, Mirian Sobreira afirmou que continua na base governista, ainda que esteja preocupada com a situação em Iguatu.

Sobre seu retornou à Secretaria de Políticas Sobre Drogas, a deputada salientou que a pasta está completamente estruturada e atendendo à população de 50 municípios. "Ela está andando com ou sem a minha presença. Então, a Secretaria tem como andar sozinha. Mas, se o governador disser que é 

necessário que eu volte, eu volto tranquilamente. Por enquanto, vou ajudar aqui na base governista".

Esportes
Outro que não tem certeza sobre seu retorno para a gestão Camilo Santana é o deputado Jeová Mota. Ele era titular da Secretaria do Esporte do Estado, mas retornou ao Legislativo junto com Sobreira e, segundo informou ao Diário do Nordeste, não tem certeza sobre seu retorno. "Eu sei que vou ficar todo o mês de dezembro na Casa, inclusive, vou participar das votações de matérias no fim do ano. Qualquer novidade referente à Pasta só saberei em janeiro ou no retorno dos trabalhos legislativos, em fevereiro", disse.

Atualmente, a Assembleia Legislativa está composta com a quase totalidade de parlamentares titulares. Somente Fernando Hugo (PP) está na vaga deixada por Osmar Baquit (PSD), que após o processo de votação retornou para a direção da Secretaria de Agricultura, Pesca e Aquicultura. No entanto, com as renúncias de Ivo Gomes (PDT), Laís Nunes (PMB), Naumi Amorim (PMB) e Zé Ailton Brasil (PP), que assumirão prefeituras a partir do ano que vem, suplentes serão chamados para assumir as vagas que surgirão.

Dentre os beneficiados com titularidade da função estão Fernando Hugo, Dedé Teixeira, do PT, atualmente na Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA), e Rachel Marques (PT). Manoel Santana (PT) e Sineval Roque (PDT) vêm logo em seguida. Todos esses são da coligação PRB, PT, PTB, PSL, PHS, PV, PSD, SD, PROS.

Na vaga deixada por Zé Ailton Brasil, assume Mário Hélio, hoje no PDT. Ele não foi eleito vereador na disputa deste ano, mas será beneficiado por conta da coligação PT do B, PMN, PP. O deputado Carlomano Marques (PMDB) foi o único parlamentar, até o momento, a renunciar. Ele foi eleito prefeito de Pacatuba, e em seu lugar assumiu o suplente Leonardo Araújo (PMDB), hoje titular na Casa.

Portal do Helvecio

0 comentários:

Postar um comentário