Ads 468x60px

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

FIM DE ANO: Fortaleza terá blitze de Lei Seca diariamente neste mês


A operação é uma força-tarefa entre AMC, Detran-CE, PRE e Guarda Municipal; as fiscalizações irão ocorrer em todos os turnos ao longo dos dias
O uso de bebidas alcoólicas na condução de veículos continua sendo uma dos principais fatores de risco de acidentes no trânsito. Para coibir esta infração gravíssima durante todo o mês de dezembro, a partir desta sexta-feira, Fortaleza receberá ações diárias de fiscalização da Operação Lei Seca.

A mega operação é uma força-tarefa entre Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Departamento Estadual de Trânsito (Detran-CE), Polícia Rodoviária Estadual (PRE) e Guarda Municipal, que estarão em pontos de grande circulação na cidade para evitar a incidência de colisões graves e conflitos veiculares, aumentando a segurança viária.

Até o fim deste mês, todo dia haverá esse tipo de fiscalização específica. "Serão ações de alta visibilidade, de caráter também pedagógico, para que a população sinta a presença dos agentes nas ruas e evitem cometer a infração, protegendo a sua vida e reduzindo a probabilidade de se envolver em acidentes. Essa operação é realizada neste mês porque geralmente é uma época onde existem um grande número de festas de fim de ano e confraternizações, no qual naturalmente aumenta o consumo de álcool", explica Arcelino Lima, superintendente da AMC.

As abordagens estarão atualizadas de acordo com o novo Manual de Procedimento Operacional (MPO), ferramenta que padroniza as normas de fiscalização e define o papel de cada servidor envolvido na missão, desde a forma de abordar à mensagem educativa que deve ser repassada para orientar quanto ao perigo de cometer aquela prática.

Histórico
Os locais serão definidos conforme o histórico de acidentalidade viária coletado pelo órgão, tendo como prioridade vias com alto fluxo veicular e situadas no entorno de bares e restaurantes de Fortaleza.

Durante a mobilização, o corpo operacional do órgão oferecerá o teste de etilômetro e verificará as condições de trafegabilidade do veículo e do condutor. As blitze serão realizadas em todos os turnos, inclusive durante a madrugada, em horários aleatórios até o dia 31 de dezembro. O superintendente da AMC ressalta ainda a importância da integração de órgãos fiscalizadores nesta operação e a mobilização para evitar mais acidentes de trânsito na Capital.

"A tendência é reforçar essas mobilizações para criar a cultura no cidadão de respeito às normas de circulação viária. Ao intensificarmos a fiscalização, aumentaremos a segurança de todos, visto que o álcool torna os reflexos mais lentos, diminui a vigilância e reduz a acuidade visual, o que contribui para acidentes graves e mortes no trânsito. Estamos sensíveis com a missão da redução do número de mortes e feridos em acidentes. A chance de essa força-tarefa ter um resultado positivo é muito grande", finaliza.

FIQUE POR DENTRO

Infração pode levar à multa de R$2,9 mil
O Artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) determina que dirigir sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência é uma infração de natureza gravíssima, incidindo em 7 pontos na CNH, multa de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir por 12 meses.
Se houver reincidência em até um ano, a multa duplica. Além disso, a legislação prevê o recolhimento do documento de habilitação e a retenção do veículo. Criminalmente, o motorista também pode ser preso caso seja comprovada a ingestão da bebida através do exame e termo de constatação. O condutor que se recusa a fazer o teste do bafômetro, e é constatada a ingestão de álcool pelo agente fiscalizador, poderá responder por inquérito criminal.

DN

0 comentários:

Postar um comentário