Ads 468x60px

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Congresso de transplante de medula terá especialistas internacionais


Novecentos participantes são esperados no XX Congresso da Sociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea, que será realizado em Fortaleza, de 24 a 27 de agosto, com o apoio da Secretaria da Saúde do Estado. O congresso terá 138 palestrantes, 30 deles internacionais. Na sexta-feira (26), o congresso promoverá o encontro entre um doador de medula do Ceará com um paciente transplantado do Rio de Janeiro. A programação principal do congresso da  acontecerá no hotel Gran Marquise, na Avenida Beira Mar, 3980, Mucuripe.

Durante a realização do Congresso serão apresentados os trabalhos científicos selecionados. Como incentivo à programação e produção científica, os melhores trabalhos orais concorrerão aos seguintes prêmios: “Mary Flowers”, para melhor trabalho em transplante alogênico; “Fani Job”, para o melhor trabalho multidisciplinar, “Ricardo Pasquini”, para jovens investigadores; “Alírio Pfiffer”, para o melhor trabalho em falência medular; “Júlio Voltarelli”, para melhor trabalho na área de TMO, e “José Roberto Moraes”, para o melhor trabalho científico na área de Histocompatibilidade e Imunogenética.

O congresso terá uma programação paralela, com diversas atividades previstas, com destaque para o X Curso de atualização em Transplante de Medula Óssea, X Congresso da Associação Brasileira de Terapia Celular – (ABTCEL) e I Encontro SBTMO, ABTCEL e ISCT (International Society for Cellular Therapy), XVI Encontro de Histocompatibilidade e Imunogenética, XIV Encontro de TMO em Pediatria da SOBOPE, XVIII Encontro de Enfermagem e Equipe Multidisciplinar em TMO, além dos cursos GVHD – Doença do Enxerto Contra o Hospedeiro e Noções Básicas em TMO.

O Ceará é um dos nove estados brasileiros que realizam transplantes de medula óssea. Resultado da parceria entre o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará, Hemoce, da rede pública do Governo do Estado, e o Hospital Universitário Walter Cantídio, os transplantes de medula óssea começaram a ser realizados no Ceará em 2008. A parceria iniciou com a realização de transplantes de medula óssea autólogo, quando a medula transplantada é do próprio paciente. Em 2014, foi possível também garantir à população o transplante alogênico, quando o tecido transplantado provém de outra pessoa, o doador. Este ano, pela primeira vez, foi realizado no Estado o transplante de medula alôgenico não aparentado, em que doador e receptor não têm nenhum grau de parentesco.

Desde 2008 o número de transplantes de medula óssea aumenta ano a ano no Ceará e, até 2015, foram realizados no Estado 266 transplantes, sendo 250 autólogos e 16 alogênicos. Este ano já são 51 transplantes – 35 autólogos e 16 alogênicos. Além da parceria entre Hemoce e Hospital Universitário, transplantes de medula são realizados também no Hospital Monte Klinikum, Hospital Unimed e Hospital São Camilo.

Portal do Helvecio


0 comentários:

Postar um comentário