Ads 468x60px

terça-feira, 5 de julho de 2016

REGIONAL DO SERTÃO CENTRAL: Camilo volta a dizer que vai abrir hospital em Quixeramobim e cobra mais verba federal

                        Camilo Santana se reúne com Ricardo Barros em Brasília 
O governador Camilo Santana se reuniu, na manhã desta terça-feira (5), com o ministro da Saúde, Ricardo Barros. O chefe do executivo estadual apresentou relatório da situação dos recursos da saúde pública do Ceará e pediu mais investimentos da Pasta. O petista assegurou ainda que vai abrir  o Hospital Regional do Sertão Central e, por isso, precisa de mais verbas. 
“Sabemos da dificuldade de recursos do ministério, mas é nossa obrigação reivindicar até porque vamos abrir o Hospital de Quixeramobim e precisamos de mais recursos. Temos várias unidades funcionando que ainda não foram habilitadas pelo próprio ministério”, disse em entrevista à TV Diário. 
Camilo explica que mostrou a evolução dos gastos que o Estado tem feito no custeio da saúde e reforçou que isso precisa ser acompanhado com recursos e repasses do Governo Federal. O governador disse ainda que solicitou as portarias para que ele possa, por exemplo,  adquirir equipamentos para as unidades do Ceará.
Encontro com deputados federais
Antes de se reunir om Ricardo Barros, Camilo se encontrou com os deputados federais da bancada cearense. O chefe do executivo estadual disse, em uma publicação no Facebook, que discutiu com os parlamentares ações que são prioritárias para o Ceará, como seca, saúde e segurança. 
“Participei nesta manhã, em Brasília, de reunião com deputados federais que formam a bancada cearense. Discutimos sobre ações que são prioritárias para nosso estado, como as obras para garantir o abastecimento de água e projetos para saúde e segurança, entre outros. A participação da bancada é muito importante para tornarmos nosso estado ainda mais forte”, escreveu.
O deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE) esteve com o governador e contou que o petista apresentou a necessidade de assegurar os custeios para manter as unidades em pleno funcionamento. “O ministro ficou de articular uma verba. Isso poderia aliviar um pouco”, diz. 
O parlamentar revelou ainda que o governador deve ter saído otimista de Brasília. O tucano disse que Camilo teve um encontro cordial com Michel Temer e expôs a situação do Ceará em diversos aspectos e reivindicou uma compensação do Governo Federal tendo em vista que o Estado não tem dívidas com a União. 
Segundo o deputado, a compensação seria através de demandas que o Estado já tem com os ministérios, para liberação de projeto. O presidente interino ficou de analisar a solicitação.

Diário do Nordeste

Portal do Helvecio

0 comentários:

Postar um comentário