Ads 468x60px

quinta-feira, 9 de junho de 2016

TRAGÉDIA EM SP: Cearense estava entre as 18 vítimas de acidente de ônibus em São Paulo

O ônibus levava 35 estudantes de Mogi das Cruzes para o litoral paulista
O mensageiro de hotel Orlando Xavier, 34, seguia de São Paulo para São Sebastião, no litoral norte, quando soube da morte do primo Damião Braz dos Santos, no acidente de ônibus com estudantes universitários na rodovia Mogi-Bertioga, no final da noite desta quarta (8).
O ônibus levava 35 estudantes de Mogi das Cruzes para o litoral paulista. Ao menos 18 pessoas morreram no acidente, 17 estudantes e o motorista.

Uma conhecida que estuda em uma universidade de Mogi das Cruzes ligou para Xavier por volta da meia-noite para avisá-lo sobre uma amiga de infância deles que estava no ônibus acidentado. "Graças a Deus a Mayara sobreviveu, ela ficou ferida e está no hospital de São Sebastião", disse à reportagem, ainda na madrugada desta quinta.

Mas, ao telefonar a parentes no litoral, Xavier ficou sabendo que o primo Damião, que estudava engenharia civil na Universidade Braz Cubas, tinha morrido no acidente. "A minha prima Juliana e o filho deles Thales estão arrasados", disse, enquanto olhava o local do acidente. Ele continuava no local para saber para qual IML (Instituto Médico Legal) o corpo do primo seria levado.

Damião trabalhou por oito anos como cozinheiro no mesmo hotel em que Xavier trabalha, mas pediu demissão há cerca de três anos porque trabalhava à noite e queria fazer faculdade. "Ele saiu do hotel para trabalhar como pedreiro e realizar o sonho de estudar engenharia", disse o mensageiro.

Xavier falou com orgulho do primo. Contou que Damião era um lutador que saiu muito jovem da cidade de Mauriti (CE) para viver no litoral de São Paulo, onde conheceu a mulher Juliana Xavier dos Santos, 34. O casal estava junto havia mais de 15 anos e tinha um filho de 12 anos.

Portal do Helvecio

0 comentários:

Postar um comentário