Ads 468x60px

quarta-feira, 8 de junho de 2016

OPERAÇÃO SUCURI: Japonês da Federal é preso em Curitiba

O agente da Polícia Federal Newton Ishii, conhecido como japonês da Federal, por ter conduzido ao cárcere presos da maioria das fases Operação Lava Jato, foi preso na tarde de terça-feira (7/6).
O motivo está nos autos da chamada Operação Sucuri, que investiga agentes pou facilitar a entrada de contrabando no país, pela fronteira com o Paraguai, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. O caso tramita sob segredo de Justiça.
Em fevereiro, o ministro Félix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), rejeitou os recursos apresentados contra a decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (Sul do país) em uma das ações geradas pela Operação Sucuri (2003).
Além de Newton Hideroni Ishii, os agentes Ocimar Alves de Moura e Marcos de Oliveira Miranda foram condenados a quatro anos, dois meses e 21 dias de reclusão em regime semiaberto. Os dois últimos perderam o cargo.
O agente Ishii livrou-se da demissão por ter pedido aposentadoria antes da primeira sentença. Ela foi assinada em 30 de abril de 2009, pelo juiz da 1ª Vara Criminal Federal de Foz de Iguaçu, Pedro Carvalho Aguirre Filho. No mesmo processo, o policial federal Rogério Fleury Watanabe foi absolvido por falta de prova.
Uol Noticias/Portal do Helvecio

0 comentários:

Postar um comentário