Ads 468x60px

sexta-feira, 17 de junho de 2016

GOLPE DEU ERRADO: Três pessoas são presas suspeitas de tentarem fraudar recebimento do seguro DPVAT

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) frustrou um plano criminoso de fraude para recebimento do seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT) e prendeu três pessoas por tentativa de estelionato. O caso aconteceu nessa quinta-feira (16), no 29º Distrito Policial, em Maracanaú – Área Integrada de Segurança 8 (AIS 8) do Estado.

“Paciente acidente de trânsito”. Esta frase estava descrita na ficha de atendimento médico levada por Claudia Gerimia da Silva (30) para o 29º DP, na intenção de registrar um Boletim de Ocorrência (BO) para, então, ser beneficiada pelo seguro DPVAT. Mas, durante a realização do procedimento policial, os policiais suspeitaram que a frase fosse adulterada. Então, os agentes de segurança foram à unidade de saúde que realizou o atendimento e descobriram que, na ficha original, não existia tal descrição.


O documento apresentado na delegacia ainda informava que a mulher teria sido vítima de atropelamento. Ao ser indagada, ela disse que não tinha sido atropelada e que, no dia do suposto acidente, em novembro de 2015, estava pilotando uma moto quando se envolveu em um acidente de trânsito. A mulher ainda informou que já havia tentado registrar o BO para dar entrada no seguro outras vezes, sem êxito.


Claudia foi à delegacia após passar por um escritório que atua nos trâmites do seguro DPVAT. Na unidade policial, ela estava acompanhada de um homem identificado como Lucas Jodernan Cordeiro Barbosa (21). Ele é funcionário do escritório e tem a função de acompanhar os clientes do negócio. Os dois receberam voz de prisão dentro da delegacia. Os policiais também foram até o estabelecimento, na Pajuçara, e prenderam a gerente do local, Eleane de Oliveira Ferreira (22). 


As duas mulheres e o homem foram autuados ainda no 29º DP, com base no artigo 171 do Código Penal. Nenhum deles possuía antecedentes criminais. A Polícia continua as investigações sobre o caso no intuito de descobrir se funcionários da unidade médica também estão envolvidos no esquema criminoso, bem como de apurar se realmente o acidente narrado por Claudia aconteceu. Ela, Eleane e Lucas negam as acusações. Contudo, existem contradições em seus depoimentos. 


DPVAT
O DPVAT é uma indenização destinada a vítimas de acidente causado por veículo automotor, ou por sua carga. Podem ser beneficiadas as pessoas lesadas pelo acidente que sejam pedestres, motoristas ou passageiros, entre outros. Para requerer o recurso, a vítima precisa ir a uma delegacia de Polícia para registrar BO a fim de dar entrada no seguro. Para isso, precisa estar munida de alguns documentos básicos como: ficha de atendimento médico autenticada pelo hospital, documento de identificação original e cópia e, em casos envolvendo motocicletas, cópia e original de documento do veículo e Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Dependendo do caso, outros papeis podem ser solicitados pela autoridade policial.



Em casos de acidentes em Fortaleza, somente a Delegacia de Acidentes e Delitos de Trânsitos (DADT) pode emitir BO para solicitar o seguro. Na Região Metropolitana da Capital e interior do Estado, o procedimento policial pode ser registrado na delegacia mais próxima do local do acidente.



Fonte: SSPDS

Portal do Helvecio


0 comentários:

Postar um comentário