Ads 468x60px

domingo, 5 de junho de 2016

Dupla é identificada e indiciada pela morte de policial militar

Um adulto e um adolescente foram identificados e indiciados pelo assassinato do policial militar da reserva Evandro Alves Ramos. Dois mandados, sendo um de prisão e outro de busca e apreensão, foram cumpridos contra os suspeitos nessa quinta-feira (02), pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio de policiais da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Eles foram flagrados em mais um delito, na Região Metropolitana de Fortaleza - Área Integrada de Segurança 7 (AIS 7).

Eduardo de Sousa Holanda (22), conhecido como “Loirinho”, e um adolescente de 16 anos são apontados como executores diretos do delito que culminou na morte do policial Evandro e deixou outras duas pessoas feridas. Os mandados pela infração são por homicídio duplamente qualificado por motivo torpe e impossibilidade de defesa da vítima. A dupla foi capturada em mais uma ação delituosa: cometendo assaltos.


Eduardo de Sousa Holanda

Os dois foram flagrados por policiais militares, no último dia 1º de junho, quando roubavam pertences de algumas mulheres nas proximidades de um shopping localizado no município de Caucaia. Eles foram encaminhados à Delegacia Metropolitana da cidade e autuados pela infração. Contudo, os dois já estavam sendo investigados pela morte do PM, que ocorreu no dia 23 de maio, em um bar situado no bairro Jardim Iracema – AIS 1 de Fortaleza. Então, os dois também foram ouvidos pelo delegado Leonardo Barreto – responsável pelas apurações sobre caso.

De acordo com Barreto, a Polícia chegou à identificação dos suspeitos com o auxílio de informações repassadas por populares, colhidas durante as diligências. Em depoimento, o menor confessou a autoria dos tiros que acertaram as vítimas, alegando que o alvo seria o dono do bar, e não o PM. Os feridos foram socorridos e encaminhados para unidades de saúde.

Os infratores chegaram ao estabelecimento em uma motocicleta. Cinco tiros de um revólver calibre 38 foram disparados pelo menor. As quatro primeiras balas tiveram a direção do proprietário do local. A fim de interromper o plano criminoso, Evandro reagiu e atirou contra os infratores. Mas, a última bala que saiu da arma do adolescente teve a direção do policial. Além desses dois feridos, um terceiro homem, que passava do outro lado da calçada, acabou sendo atingido. O adolescente também confirmou aos policiais a participação de Eduardo como o piloto da moto. 

“Inclusive nós apreendemos a camisa usada pelo menor no dia do homicídio”, destaca o delegado, ressaltando também que os levantamentos sobre o assassinato não pararam: “Vamos continuar as investigações, mesmo já tendo os suspeitos de serem os executores diretos”. Ao confessar a infração, o adolescente alegou ter sido motivado por provocações e agressões feitas a ele pelo dono do bar. Apurações feitas pela Polícia indicam que o menor esteve no comércio momentos antes do delito. “Ele foi até lá e pediu um refrigerante e copos. Tudo indica que foi na intenção de checar se a vítima estava mesmo no local”, detalha Barreto.

Para a ocorrência do assalto em Caucaia, a dupla também utilizou uma moto, sendo pilotada por Eduardo. Eles admitiram os roubos, mas se desfizeram dos materiais antes de serem abordados pela Polícia. A arma usada na morte do policial ainda não foi localizada. O dono do bar continua hospitalizado.

Outro mandado

Contra Eduardo existiam dois mandados de prisão em aberto. Além da morte do PM, ele é apontado por envolvimento na morte de Daniele Soares Saturnino, ocorrida em 2012, quando ela tinha 18 anos. Investigações apontam que o crime foi motivado pelo tráfico de drogas. O preso já responde a seis procedimentos policiais – incluindo os dois assassinatos pelos quais teve mandados expedidos. Já o menor possuí cinco passagens pela Polícia, sendo uma pela morte do PM e outras quatro por roubo e tentativa de roubo.


Fonte: SSPDS

Portal do Helvecio


0 comentários:

Postar um comentário