Ads 468x60px

quarta-feira, 18 de maio de 2016

ZPE CEARÁ: Estado segue trabalhando para atrair refinaria


O Governador Camilo Santana e o Secretário Balhmann, estiveram por vários dias na China, negociando parceria para construção de uma refinaria de petróleo no Ceara.

Na entrevista que concedeu à imprensa para falar sobre o plano diretor da nova área da Zona de Processamento de Exportação do Ceará (ZPE Ceará), o secretário de Assuntos Internacionais do governo estadual, Antonio Balhmann, voltou a falar que as articulações para a construção de uma refinaria de petróleo no Estado continuam sendo feitas.

"Nós não abrimos mão do sonho da refinaria. Estamos trabalhando na construção de uma alternativa que não é mais com a Petrobras", afirmou o secretário. Ele lembrou que, dentro da nova área da ZPE Ceará (composta por 1.911,04 hectares), existe um espaço de aproximadamente mil hectares reservado à instalação do empreendimento, que deverá ser viabilizado por meio do acordo Brasil-China.

O acordo foi assinado há exatamente um ano, no dia 19 de maio de 2015, entre a presidente afastada Dilma Rousseff e o primeiro-ministro da China, Li Keqiang. Os investimento a partir do tratado são estimados em mais de US$ 53 bilhões.

Prioridade

"A refinaria está inserida nesse acordo e é uma prioridade brasileira. Estamos aguardando a operacionalização do fundo de financiamento dos projetos, tanto brasileiros quanto chineses. Empresas chinesas que atuam no setor petroquímico já mostraram interesse em construir uma refinaria no Ceará", reforça Balhmann, acrescentando que "o governador Camilo Santana vem participando das negociações".
A refinaria Premium II seria construída pela Petrobras no Ceará, assim como a Premium I no Maranhão, mas a estatal desistiu dos projetos em janeiro do ano passado. 

DN/Portaldohelvecio

0 comentários:

Postar um comentário