Ads 468x60px

sábado, 21 de maio de 2016

COGERH: 21 açudes do Ceará estão secos e outros 35 em volume morto,

       O maior reservatório do Ceara, o Açude Castanhão, está com menos de 10% de sua capacidade
O Ceará tem 21 açudes completamente secos e outros 35 em volume considerado morto. As informações são da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh). Segundo o órgão, o percentual de água acumulado em todos os 153 reservatórios monitorados é de 13,15 %. Seis deles estão com nível acima de 90%, 117 com capacidade inferior a 30% e o Quandú, em Itapipoca, está sangrando.
Semanalmente, devido aos aportes, vários açudes podem ser considerados secos ou cheios. Na última semana, foram registrados aportes em sete açudes, destacando-se o açude Jaburu I e o açude Jatobá, que deixou de ser considerado seco. No entanto, com a falta de chuva dos últimos dias, o açude da cidade de Poriretama passou a ser considerado seco.A falta de chuvas é o principal e mais preocupante fator que provoca a baixa recarga dos açudes cearenses. A Fundação Cearense de Meteorologia afirmou que o mês de maio seria de chuvas abaixo da média e a tendência tem se confirmado. Desde o último dia 14 de maio, as chuvas tem diminuído. Entre as sete da manhã de sexta-feira (20), até as sete da manhã deste sábado (21), o órgão havia registrado chuvas em apenas 3 município.
A situação mais preocupante é a da bacia do Baixo Jaguaribe, composta por um único açude do município de Russas, que está com 0,06% de sua capacidade total. A Bacia do Banabuiú, que compreende os municípios da região central do estado, encontra-se com 3,19%. Em termos percentuais, o Curral Velho, em Morada Nova, é o que ainda guarda a maior capacidade entre os 19 reservatórios da bacia, com 64%.
Cogerh
Portal do Helvecio

0 comentários:

Postar um comentário