Ads 468x60px

segunda-feira, 16 de maio de 2016

ALERTA: Idosos e gestantes são os que menos estão se vacinando contra gripe


A uma semana do encerramento, em 20 de maio, da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, o Ceará alcançou os 50% de cobertura vacinal e está a 30 pontos percentuais de atingir a meta de 80% de cobertura vacinal. Até a tarde de sexta-feira, 13 de maio, 890.957 pessoas tinham sido vacinadas contra a gripe, correspondentes a 50,15% do público-alvo da campanha. O município de Guaramiranga já alcançou a meta, com uma cobertura vacinal de 81,59%. Dos grupos prioritários, os que menos se vacinaram até agora foram gestantes, com 45,12%, e idosos, com 48%. Foram imunizadas em todo o Estado 52,44% das crianças, 60,12% dos trabalhadores da saúde, 56,43% das puérperas, 60,30% dos indígenas.

A população de 1.776.416 habitantes deve ser imunizada contra a gripe no Ceará. Essa população faz parte dos grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde, que incluem 576.022 crianças de 6 meses a 4 anos, 138.800 trabalhadores da saúde, 96.459 gestantes, 15.853 puérperas, 24.555 indígenas, 924.727 idosos acima de 60 anos, além das pessoas com doenças crônicas, adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas, população carcerária e funcionários do sistema prisional em todo o Estado. A meta de cobertura é a imunização de, no mínimo, 80% de cada um dos grupos prioritários para a vacinação, que somam 1.614.042 pessoas.

A vacina é a forma mais segura de se proteger contra o vírus H1N1. Dos 6 óbitos confirmados de gripe A este ano, em diferentes regiões do Estado, nenhum havia se vacinado em 2015. Ou seja, não estavam protegidos contra o vírus. Todos os 184 municípios do Estado receberam e têm disponíveis para a população doses da vacina. Nenhuma pessoa que deve se vacinar ficará sem vacina. A Coordenação Estadual de Imunizações reforça que a vacina é exclusiva para a população pertencente aos grupos prioritários. A vacina contra a gripe em 2016 protege contra Influenza A (H1N1), Influenza A (H3N2) e Influenza B.


Portal do Helvecio

0 comentários:

Postar um comentário