Ads 468x60px

sexta-feira, 8 de abril de 2016

CHUVAS NO CEARA: São Gonçalo do Amarante 252 mm, Trairi 217 mm



As três maiores chuvas deste ano foram registradas na manhã desta quinta-feira (7), no litoral oeste cearense. No distrito de Cágado, em São Gonçalo do Amarante, choveu 252mm, seguido de Paraipaba (233mm) e Trairi (217mm). As precipitações foram intensas, concentradas numa faixa de 150km, em 12 municípios, mas variáveis. A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou chuvas elevadas em uma dezena de municípios vizinhos na mesma madrugada. 

O registro de São Gonçalo do Amarante é o terceiro maior do Estado desde que o órgão faz monitoramento de chuvas, a partir do início da década de 1970. Choveu em 86 municípios entre quarta e quinta-feiraO recorde pluviométrico do Ceará foi verificado no distrito de Dom Quintino, em Crato, em 16 de fevereiro de 2004, quando foram observados 290mm. No mesmo ano, em 7 de março, foram verificados 253 em Eusébio; e em 29 de janeiro, 250mm em Fortaleza. "Não é comum ocorrer chuvas acima de 200mm em três municípios de uma só vez", observou o meteorologista da Funceme Raul Fritz.

As precipitações foram decorrentes da junção de dois sistemas atmosféricos: a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) e um Cavado de Altos Níveis. "Observamos uma conjunção de fatores para formação de nuvens profundas", explicou o meteorologista.
Além da aproximação de um ramo da ZCIT, que é o principal sistema de chuvas no período de fevereiro a maio, no Ceará, pode ter ocorrido favorecimento de uma frente de convergência oriunda do Oeste do Ceará, vinda do Piauí. Esse modelo está em estudo pela Funceme.

A Funceme prevê nebulosidade variável para hoje com possibilidades de chuvas no Centro-Norte e no Sul do Ceará. No sábado, há possibilidade de chuva em todas as regiões. Na faixa litorânea devem ocorrer as precipitações mais intensas.

Sem grandes danos

A cidade de São Gonçalo do Amarante amanheceu, ontem, debaixo d'água, que invadiu 12 residências na sede. Nos distritos foram registradas 17 ocorrências de alagamentos em casas e lojas. Segundo a Prefeitura, uma família ficou desabrigada, no distrito de Várzea Redonda, e foi encaminhada para um abrigo, e uma escola interrompeu as aulas até a próxima segunda-feira.

Uma estrada que liga o distrito de Várzea Redonda à localidade de Agrovale, em São Gonçalo do Amarante, foi interditada por causa de uma cratera. Foram identificados oito pontos de alagamento, mas a água escorreu ao longo da manhã. A Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social enviou equipes para avaliar os pontos críticos e prestar assistência às famílias em situação de risco.

A Assessoria de Comunicação da Prefeitura informou que não houve registro de danos materiais. A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) está fazendo levantamentos. Em Paraipaba, uma passagem molhada que liga o município a Paracuru transbordou impedindo o trânsito de veículos.
A assessoria técnica da Comissão Estadual de Defesa Civil (Cedec), Ioneide Araújo, informou, no fim da tarde de ontem, que o órgão não havia recebido informações de danos materiais nos municípios onde houve registro de elevadas chuvas.
A Funceme prevê nebulosidade variável para hoje com possibilidades de chuvas no Centro-Norte e no Sul do Ceará. No sábado, há possibilidade de chuva em todas as regiões. Na faixa litorânea devem ocorrer as precipitações mais intensas.

Nivel dos açudes

As chuvas caídas nos últimos dias no Estado contribuíram para um leve aumento no nível dos reservatórios. Segundo a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), o nível médio dos 153 açudes por ela monitorados subiu para 13,1%. Quatro estão sangrando: Caldeirões (Saboeiro); Gameleira e Quandu (Itapipoca) e Tijuquinha (Baturité). Há quatro reservatórios com volume acima de 90%, 119 com volume inferior a 30%. Nas últimas 24h, foi registrado aporte de água em 58 açudes, com cerca de oito milhões de m³. O quadro permanece preocupante Apesar das últimas chuvas, o número de açudes com menos de 1% subiu para 60. Isso vem ocorrendo porque as chuvas são localizadas e há vários municípios que vêm registrando precipitações reduzidas, insuficientes para recarga dos reservatórios.

Funceme

Portal do Helvecio


0 comentários:

Postar um comentário