Ads 468x60px

segunda-feira, 4 de abril de 2016

BPMA apreende no Interior Sul mais de 200 animais e de 42 armas no primeiro trimestre de 2016


Mais de 200 animais silvestres, 42 armas apreendidas e 30 procedimentos policiais realizados. Este é o resultado das ações desenvolvidas no primeiro trimestre de 2016 pela Polícia Militar do Estado do Ceará (PMCE), por meio de policiais da 4ª Companhia do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPMA), com sede em Juazeiro do Norte. Os números refletem os trabalhos de saturação realizados no interior do Estado, na região do Cariri, Inhamuns e parte das regiões Centro-Sul e de Jaguaribe. 

Dos 30 procedimentos policiais realizados neste trimestre, 22 são inquéritos policiais e oito são Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs). Também foram registrados outros 11 tipos de procedimentos. A maioria das apreensões realizadas pelos policiais do BPMA ocorreu nas zonas rurais dos municípios cobertos pela 4ª Companhia. Ao todo, de janeiro a março deste ano, foram apreendidos 207 animais silvestres.

O mês de maior apreensão foi janeiro, quando foram encontrados 100 animais de diversas espécies, seguido de fevereiro, com 94, e março, com 13. Os animais apreendidos em decorrência de inquéritos policiais são encaminhados à sede do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) na cidade de Iguatu. Os que não fazem parte dos procedimentos policiais são soltos na chapada do Araripe ou em locais específicos, após análise de condições de sobrevivência. As apreensões de armas de fogo registraram seu maior número em fevereiro, com 20. No mês de janeiro foram seis e em março, 16. Equipamentos sonoros também estão na lista de materiais apreendidos, sendo 12 em março e três em fevereiro - sem registros de casos do tipo em janeiro.

Nesta manhã
Já na manhã de hoje (04), em um mercadinho localizado na Avenida Nelito Mendes, no Centro da cidade de Antonina do Norte, Área Integrada de Segurança 11 (AIS 11), os policias do BPMA apreenderam um revólver calibre 38 com cinco munições intactas e acessórios para recarga de munição, vários botijões de gás de cozinha, medicamentos e cigarros. No momento da abordagem, o dono do estabelecimento não estava no local. Uma parente sua foi conduzida à Delegacia Regional de Iguatu e autuada em flagrante por posse ilegal de arma de fogo, fornecer substância medicinal em desacordo com receita médica e por iludir o pagamento de direito ou imposto, com base nos respectivos Artigos 12, do Estatuto do Desarmamento, e 280 e 334 do Código Penal. O proprietário do imóvel também deverá ser autuado no procedimento.

Fonte: SSPDS
Portal do Helvecio

0 comentários:

Postar um comentário