Ads 468x60px

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

PDT DO CEARA: Terá 68 prefeitos, 300 vereadores, deputados federais e estaduais


O evento será promovido pela direção municipal pedetista em Fortaleza, que é comandada pelo prefeito Roberto Cláudio. Avaliações dos experientes em disputas por vagas no Legislativo municipal dão conta de que o PDT pode eleger o atual presidente da Câmara Municipal, Salmito Filho, e os vereadores Adail Júnior, Antônio Henrique, Elpídio Nogueira, Didi Mangueira e Iraguassu Filho.
Conforme informou o presidente do PDT no Ceará, o ministro das Comunicações André Figueiredo, "conversas superficiais" dizem que a ideia do partido é eleger de seis a sete vereadores no pleito deste ano. O grêmio deve ir para a disputa coligado com outras siglas, visto que alguns blocos devem ser formados todos em apoio a candidatura à reeleição de Roberto Cláudio.

"Teremos filiações de vereadores, a partir da próxima semana, mas teremos o mês de março todo para isso. Até o dia 18 de março, por outro lado, teremos tempo para filiação de deputados estaduais e federais", afirmou o dirigente pedetista, embora algumas informações digam da dificuldade de o partido filiar candidatos a vereador de Fortaleza, por conta da quantidade de votos necessários à eleição.

Ele ressaltou, ainda, que haverá filiação em diversas regiões do Ceará, visto que os parlamentares pretendem prestigiar seus correligionários em seus colégios eleitorais. O jantar do PDT de Fortaleza, organizado pelo partido e aliados do prefeito, conforme informou Figueiredo, será realizado, a partir das 19 horas, no Clube Náutico Atlético Cearense.

De acordo com ele, o presidente nacional da legenda, Carlos Lupi, estará presente, assim como Cid Gomes e Ciro Gomes. Durante toda essa semana os dirigentes do partido devem se reunir para discutir como se darão as filiações em massa à legenda pedetista nos próximos dias.

Expectativa
Desde o ano passado, parlamentares filiados ao PROS aguardavam a abertura de "janela partidária" para deixarem a agremiação e ingressarem em um novo partido. Na semana passada, o Congresso Nacional promulgou a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que trata sobre filiações durante 30 dias, que vão até o dia 18 de março próximo.

Ainda em 2015, Cid e Ciro Gomes ingressaram no PDT, junto com Roberto Cláudio e o presidente da Câmara, Salmito Filho. Com a ida de parlamentares para a legenda pedetista, o PROS deixa de existir na Assembleia e na Câmara Municipal. Os nove deputados do PROS migrarão para o PDT, que se tornará a maior bancada estadual.

Eles se aliarão a Evandro Leitão e Ferreira Aragão, que já estão no partido. O PDT terá 68 prefeitos, três centenas de vereadores, deputados federais, a vice-governadora Izolda Cela, o prefeito Roberto Cláudio, o presidente da Câmara, Salmito Filho, e o presidente da Assembleia, Zezinho Albuquerque.

Helvecio Martins

0 comentários:

Postar um comentário