Ads 468x60px

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Top: Eusebio e Sobral no Ceará são as únicas cidades do Nordeste com alto nível de desenvolvimento

Tianguá melhorou consideravelmente e conquistou 8 posições. O Município da Serra da Ibiapaba, esta na nona posição. Maracanau é o terceiro colocado, Aquiraz é o quarto, Iguatu o quinto colocado, seguido por São Gonçalo do Amarante, Jijoca, Fortaleza e Frecheirinha.

As cidades cearenses de Eusébio e Sobral são as únicas do Nordeste com alto nível de desenvolvimento.  A constatação é do Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM) 2015, criado pelo  Sistema Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) para acompanhar o desenvolvimento socioeconômico do País.

O IFDM avalia as condições de Educação, Saúde, Emprego e Renda de todos os municípios brasileiros. Em sua nova edição - com base em dados oficiais de 2013, últimos disponíveis - o estudo traz comparações com outros anos da série histórica, iniciada em 2005, e projeções sobre a evolução do desenvolvimento por conta da deterioração do cenário econômico.

O índice varia de 0 (mínimo) a 1 ponto (máximo) para classificar o nível de cada cidade em quatro categorias: desenvolvimento baixo (de 0 a 0,4), regular (0,4001 a 0,6), moderado (de 0,6001 a 0,8) e alto (0,8001 a 1). Foram avaliados 5.517 municípios, que abrigam 99,8% da população. Ficaram fora do índice cinco cidades criadas recentemente, que ainda não possuem dados suficientes para análise, e 48 que não declararam ou possuem informações inconsistentes.

Ranking no Ceará

Eusébio ocupa a primeira colocação no ranking estadual, com 0,8782 ponto, seguida de Sobral (0,8197), Maracanaú (0,7946), Aquiraz (0,7833), Iguatu (0,7687), São Gonçalo do Amarante (0,7416), Jijoca de Jericoacoara (0,7414), Fortaleza (0,7410), Tianguá (0,7405) e Frecheirinha (0,7394), que está na 10ª colocação.

A cidade de Eusébio, que manteve a liderança estadual, aparece entre os 100 melhores resultados do Brasil. O município se destaca, também, por ser o único de todo o Nordeste a apresentar alto grau de desenvolvimento nas três áreas analisadas pelo índice, o que acontece com apenas 31 cidades do país.
Eusébio é a 17ª do Brasil em desenvolvimento. Sobral figura em 274º no ranking nacional. Fortaleza aparece na oitava posição no ranking estadual e 1.238º no nacional.

O estudo destaca ainda os três municípios que passaram a integrar o Top 10 estadual nesta edição: Tianguá, que subiu oito posições e teve crescimento nas três vertentes do IFDM; São Gonçalo do Amarante, que subiu cinco colocações por conta de melhora no indicador de Emprego e Renda; e Frecheirinha, que ganhou três posições devido ao aumento do IFDM Educação.
Nas últimas colocações, estão as cidades de Chaval (0,5530), Tururu (0,5446), Massapê (0,5441), Boa Viagem (0,5422), Martinópole (0,5374), Piquet Carneiro (0,5357), Ararendá (0,5277), Salitre (0,5271), Umari (0,5161) e Aurora (0,5108), que está na última posição no ranking estadual.

Cinco municípios estrearam no extremo inferior do IFDM: Chaval, Boa Viagem, Piquet Carneiro, Ararendá e Salitre. O estudo aponta que, apesar de estarem entre os piores colocados, as cidades de Martinópole, Massapê, Chaval, Umari, Aurora e Tururu registraram avanços, sendo que as duas últimas tiveram saldo positivo nas três vertentes de desenvolvimento.

Helvecio Martins

0 comentários:

Postar um comentário