Ads 468x60px

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

TEMPO NORMAL 2 X 2 E 4 X 3 NOS PENALTIS: Flamengo bate Corinthians e conquista Copinha pela 3ª vez

O Flamengo é o campeão da 47ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Em uma manhã ensolarada na capital paulista, nesta segunda-feira (25), o time carioca evitou uma nova conquista do maior campeão da história do torneio ao derrubar o Corinthians na cobrança de pênaltis por 4 a 3, após empate no tempo normal por 2 a 2. O Mengão, assim, levou o seu 3º título e adiou o sonho do Timão de ser decacampeão.
A decisão foi digna da principal competição de juniores do País, que teve neste ano número recorde de participantes: 112 clubes. Mais de 30 mil torcedores acompanharam a final no Pacaembu, no dia em que a cidade de São Paulo completou 462 anos de sua fundação. O time paulista mandou na etapa inicial, quando abriu 2 a 0, mas levou o empate nos 8 primeiros minutos do segundo tempo.
Os dois finalistas deixaram o campo invictos. O Flamengo com sete vitórias e dois empates. O Corinthians vinha de oito vitórias seguidas, com 100% de aproveitamento. Com o empate na decisão, acabou sendo obrigado a buscar o título nos pênaltis. Não conseguiu.
Atual campeão, o Corinthians tentava ser bicampeão seguido pela terceira vez. Isso aconteceu nas duas primeiras edições, em 1969 e 1970, depois em 2004 e 2005. As outras cinco conquistas vieram em 1995, 1999, 2009, 2012 e 2015. O Flamengo assegurou o tricampeonato na sua história, porque foi campeão em 1990 e depois em 2011.
Timão aproveita oportunidades na etapa inicial 
Debaixo de muito sol, o Corinthians se soltou já nos minutos iniciais e conseguiu balançar as redes já aos 19 minutos, na primeira descida ao campo de ataque. Léo Príncipe cruzou do lado direito para a grande área e Gabriel Vasconcelos aproveitou a fragilidade na marcação. Ele dominou, girou no meio de quatro zagueiros e bateu no canto esquerdo do goleiro Thiago.
Pouco tempo depois, outro golpe para a torcida carioca. Num contra-ataque, aos 25 minutos, Tocantins desceu bem pela esquerda e acionou Matheus Pereira, que bateu de primeira, com o pé esquerdo e cruzado. Um lindo chute para o gol, novamente sem chances para o goleiro adversário.
Mengão muda de comportamente e vai buscar empate
Mesmo com alguns sustos, o Flamengo não conseguiu concretizar nenhuma chance real de gol e o primeiro tempo terminou com o que parecia ser uma vitória encaminhada do Corinthians - ao menos era o que pensava o torcedor paulista. Mas o técnico Zé Ricardo aproveitou o intervalo para conversar com os jogadores do Flamengo, que voltou para a segunda etapa outra postura em campo.
Logo na primeira jogada, os cariocas conquistaram um escanteio pelo lado esquerdo do ataque. Na cobrança, após bate e rebate, Lucas Paquetá apareceu sozinho na entrada da pequena área para cabecear, mas a arbitragem erroneamente marcou impedimento. Ainda assim, não foi o suficiente para frear o ímpeto flamenguista, que, um minuto depois, levantou novamente a bola na área e viu Trindade testar para o fundo das redes. A bola passou por toda a pequena área sem que a defesa cortasse.
Com o primeiro gol, o time carioca incendiou o jogo e, já aos sete minutos, Cafu avançou no meio campo e lançou na medida para Matheus Sávio, que sem encostar na bola, girou o corpo e depois bateu cruzado na saída de Filipe, que chegou a tocar na bola. Com o placar empatado, os times criaram grandes chances, mas não conseguiram balançar as redes mais uma vez.
Aos 37 minutos, o jogo foi paralisado porque parte da torcida corintiana acendeu sinalizadores. O jogo ficou parado por cinco minutos. Na volta, ninguém se arriscou ao ataque. Assim, a decisão foi mesmo para os pênaltis.
Nova reviravolta rubro-negra nos pênaltis
O Corinthians começou batendo com Maycon, e o Flamengo empatou com Thiago Ennes, quando o goleiro Filipe ainda tocou na bola. Na segunda série, Guilherme e Ronaldo converteram. Na terceira, Dawhan fez para o time paulista, mas Kléber chutou no canto direito e o goleiro Folipe espalmou.
Na quarta série, porém, Matheus Pereira deu cavadinha e mandou por cima, errando pelo Corinthians. Lucas Paquetá, então, empatou. Na quinta cobrança, Gabriel Vasconcelos cobrou fraco e facilitou a defesa de Thiago. Ele poderia se tornar o herói porque foi para quinta cobrança, mas chutou fraco, no lado esquerdo, permitindo a defesa de Filipe.
Nas cobranças alternadas, Claudinho chutou à meia altura e Thiago espalmou. A chance do título ficou nos pés de Patrick. Ele deslocou Filipe e garantiu o título do Flamengo.


Apesar de passar em branco na final, o atacante Felipe Vizeu, do Flamengo, foi eleito o craque da competição

Helvecio Martins
PortaldoHelvecio

0 comentários:

Postar um comentário