Ads 468x60px

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

O radar será instalado dentro das viaturas,para que, no caso da constatação de irregularidade,o condutor seja rapidamente identificado 
O equipamento funciona com uma câmera direcionada no formato de pistola, que faz leituras das imagens de placas e envia as informações em frações de segundos
O projeto pioneiro de um novo tipo de radar móvel está sendo utilizado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF-CE) nas rodovias que cortam o Ceará. O equipamento de fiscalização realiza uma espécie de Raio-X dos veículos através das placas, com o objetivo de identificar, em tempo real, a existência de possíveis irregularidades nos automóveis, como, por exemplo, queixa de roubo. A tecnologia deve ser usada durante a operação de Carnaval nas estradas.

Segundo esclareceu a PRF-CE, a nova ferramenta não tem a finalidade de aplicar multas, como os fotossensores e radares pistola, já utilizados pelo órgão. O protótipo vem sendo desenvolvido desde 2011, pelo Núcleo de Tecnologia da PRF-CE. O novo radar ainda está em fase de testes e, neste momento, vem sendo utilizado apenas nas estradas federais cearenses, principalmente na BR-116.

Placas
O equipamento funciona com uma câmera direcionada no formato de pistola, que realiza a leitura das imagens de placas e envia as informações em frações de segundos para um computador, que funciona como receptor. Após a leitura, a ferramenta faz uma análise de informações dos veículos de acordo com o sistema global da PRF. Este radar deverá ser instalado no interior das viaturas, para que, no caso da constatação de irregularidade, o condutor seja rapidamente identificado e, depois, abordado por um agente.
De acordo com as informações do chefe do Núcleo de Comunicação da PRF-CE, inspetor Alexsandro Batista, os primeiros resultados obtidos nos testes com o radar móvel foram satisfatórios. O principal benefício, segundo Batista, é a possibilidade de a PRF poder realizar uma abordagem mais direcionada nos automóveis suspeitos de apresentarem restrição.

"O equipamento ainda está sendo testado, mas, neste primeiro momento, a avaliação é bem positiva. Um dos principais benefícios desta tecnologia é que o radar possibilita uma abordagem precisa. Com base apenas nas placas, vamos conseguir fazer um diagnóstico em tempo real e assim identificar todas as irregularidades que constar no veículo. Isso otimiza o trabalho de fiscalização. O agente, por exemplo, vai conseguir identificar mais rápido os veículos provenientes de furtos e roubos, com ordem judicial ou até veículos que apresentam multas atrasadas", disse o chefe do Núcleo de Comunicação da PRF-CE.

Ferramenta
Alexsandro Batista reforça ainda que por se tratar de uma ferramenta nova, ainda serão necessárias algumas adaptações no sistema operacional. No entanto, acrescenta, o objetivo da Polícia Rodoviária Federal é, em breve, utilizar o equipamento em todas as viaturas. A Polícia, entretanto, não tem data para expandir o uso do novo radar móvel para as outras regiões do Brasil.

"Temos em torno de sete, oito mil viaturas da PRF em todo País. Então, isso gera um custo. Mas acredito que em breve devemos contar com o equipamento de forma definitiva. O importante é que estamos dando uma resposta à sociedade em geral, principalmente àqueles condutores que andam dentro da lei", acrescentou Batista.

DN/
Helvecio Martins

0 comentários:

Postar um comentário