Ads 468x60px

domingo, 24 de janeiro de 2016

ENEM 2015: Exemplos que vem das escolas públicas. Alunos se destacam



Os gêmeos Alan e Alex, do Jangurussu, passaram em Administração (Uece), e Engenharia Civil (UFC)
Para a maioria dos estudantes de escolas públicas, chegar ao ensino superior e cursar a graduação desejada era, há alguns anos, um sonho distante, seja pela falta de uma base educacional forte, seja pela carência de incentivo. Mas, neste ano, com a preparação adequada, o apoio de pais e professores e uma rotina de estudos cheia de disciplina, centenas de alunos provenientes de colégios estaduais e municipais do Ceará conseguiram superar expectativas e alcançar o sucesso no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), garantindo, assim, a tão sonhada vaga na universidade.

Morador do município de Itapajé, a cerca de 140 quilômetros de Fortaleza, o adolescente Lucas Farias estudou, durante toda a sua trajetória escolar, em instituições públicas.
Em 2014, na primeira vez em que prestou o Enem, o resultado obtido não foi o esperado. Apesar dos esforços, sua pontuação ficou abaixo da necessária para entrar no curso de Engenharia Civil na Universidade Federal do Ceará (UFC), almejado desde a infância.

A experiência, no entanto, mostrou o que deveria fazer para conquistar a aprovação. "Aprendi quais eram meus pontos fortes e como explorá-los. No semestre antes da prova, foi o período em que meus estudos foram mais intensivos.
Quando chegava em casa da escola, não tinha descanso. Era só comer e voltar, para continuar estudando, ou então assistir vídeo-aulas na Internet", conta o estudante.
A disciplina, aliada à ajuda dos familiares e dos mestres, foi a chave do êxito. "Desde a primeira vez que tentei, muitas pessoas depositaram confiança em mim e acho que todo esse apoio me ajudou", afirma Lucas. "Agora, a expectativa é começar as aulas na universidade. Sempre dizem que as primeiras matérias são complicadas, mas sei que, se a gente se dedicar e não parar de estudar, é possível", completa.

Já para os estudantes Alex e Alan Sousa de Moura, irmãos gêmeos, o desafio de passar no Enem foi ainda maior. Conciliando o trabalho pela manhã, necessário para ajudar a família, e as aulas à noite, na Escola de Ensino Fundamental e Médio Almirante Tamandaré, bairro Jangurussu, o tempo de estudo era contado. "Qualquer tempo livre eu usava para estudar. Quando foi chegando mais perto da prova, ficou meio puxado, mas não podia desistir do trabalho, porque minha família precisava", conta o estudante.

Agora, Alex comemora o ingresso no curso de Administração de Empresas da Universidade Estadual do Ceará (Uece) e Alan, a aprovação em Engenharia Civil na UFC.
"Na faculdade, pretendo aprender o máximo que puder e levar isso para minha vida profissional. No meu caso, que sempre gostei de Administração, quero seguir a carreira no ramo de negócios e abrir uma empresa", revela Alex.

Resultados
De acordo com as informações da Secretaria de Educação do Estado (Seduc), em 2015, 166 mil estudantes de escolas estaduais, pertencentes ao 2º e 3º anos do Ensino Médio, se inscreveram no Enem. O número corresponde a 80,5% do corpo discente das duas séries. Destes, 124 mil prestaram o exame.
A Seduc destaca, entre as iniciativas que contribuíram para o bom resultado dos alunos na avaliação, o projeto "Enem Chego Junto, Chego Bem", que preparou adolescentes cearenses para a prova, e o "MotivAção Enem" e também o ciclo de palestras motivacionais promovidas pela Secretaria nos dias que antecederam o exame.

DN
Portaldohelvecio

0 comentários:

Postar um comentário