Ads 468x60px

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Toffoli diz que falta de verba para urna eletrônica em 2016 é 'retrocesso'


Contingenciamento impedirá o uso de R$ 1,7 bi do orçamento do Judiciário. Em Manaus, presidente do TSE diz estar otimista para reverter situação.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Dias Toffoli, classificou como "retrocesso" ainviabilização do uso de urnas eletrônicas nas eleições de 2016 devido ao contingenciamento de R$ 428.739.416 do orçamento da Justiça Eleitoral para 2016.

Mais cedo, uma portaria publicada no "Diário Oficial da União" informou que o contigenciamento determinado pelo Executivo no orçamento do Judiciário vai "inviabilizar" as eleições no ano que vem por meio eletrônico.

Durante uma solenidade no Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), em Manaus, o ministro Dias Toffli informou que o corte de R$ 1,7 bilhão no orçamento do Judiciário comprometeu 80% da verba que seria utilizada para realização das eleições.

"É um passo atrás, é um retrocesso. [...] Nós não podemos nos furtar de realizar as eleições dentro de um contexto adequado e com os recursos necessários. [...] O que não poderíamos fazer era ficarmos omissos e deixar de dizer à nação que este contingenciamento pode vir a prejudicar a realização das eleições", disse

Helvécio Martins

0 comentários:

Postar um comentário