Ads 468x60px

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Neste momento: Operação em Jaguaribe resulta na prisão de 21 pessoas

Uma operação  realizada em Jaguaribe,  distante 312 quilômetros de Fortaleza, na manhã desta quarta-feira (9), resultou na prisão de 21 pessoas, alguns deles aparecem na lista dos mais procurados do Estado. A ação foi desenvolvida  pela Secretaria de Segurança Pública e Desenvolvimento Social (SSPDS) através da Polícia Civil e contou com  o apoio da Polícia Militar.
O trabalho em conjunto  é resultante de uma  investigação da Polícia Civil. Todas as prisão ocorreram em cumprimento de mandados de prisão que foram expedidos pela Justiça do município. Os presos são suspeitos de homicídios, tráfico de drogas, roubos e assaltos a banco realizados na região do Vale do Jaguaribe. 

De acordo com o titular da Delegacia Regional de Jaguaribe, Adriano Felix, a operação tem como objetivo coibir o tráfico de drogas, roubos e homicídios na região. Cerca de 90 policiais entre civis e militares participam da ação que iniciou por volta das 4h e segue ao longo do dia para o cumprimento de dezenas de mandados de prisão. Os suspeitos estavam sendo investigados desde o mês de fevereiro por vários crimes na região, alguns deles já estavam, inclusive, presos e comandavam os crimes de dentro dos presídios.

A Polícia procura ainda pelo grupo responsável por gravar um vídeo ostentando armas de grosso calibre. As imagens circularam na internet e ganharam grande repercussão nos meses de setembro e outrubro deste ano. As pessoas que aparecem na gravação estavam vestindo balaclava e parte deles utilizavam coletes balísticos.Eles estavam em um veículo em movimento e mandavam um "salve’’ para uma pessoa identificada como "Rafael de Redenção”. A Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) teve acesso ao vídeo e identificou as pessoas. Conforme Adriano Felix, estes suspeitos são moradores da Região do Vale do Jaguaribe e estão foragidos. 

Segundo o delegado que preside os inquéritos, os delitos eram praticados, principalmente, por duas facções criminosas. "Dois grupos que monopolizam o tráfico da área são os responsáveis por grande parte dos assaltos e homicídios investigados", conta. Ainda conforme o delegado, das 27 mortes ocorridas no Vale do Jaguaribe, neste ano, cerca de 80% delas podem ter sido comandadas por estes grupos.

Diario do Nordeste

0 comentários:

Postar um comentário