Ads 468x60px

domingo, 6 de dezembro de 2015

Boa Viagem sem agua: Governador Camilo empreende esforços para socorrer o Municipio



O Governo do Estado, por meio dos órgãos de recursos hídricos e saneamento, vai empreender um esforço concentrado para socorrer o município de Boa Viagem, no Sertão Central cearense,  a partir da próxima semana. A Secretaria dos Recursos Hídricos (SR), a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), a Superintendência de Obras Hidráulicas (Sohidra) e Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) estarão mobilizadas para garantir o abastecimento de água na cidade. “A ideia é dar apoio ao Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) para encontrarmos soluções que garantam o abastecimento humano”, aponta Hélder Cortez, assessor especial da Presidência da Cagece.
"Já construímos mais de 80 poços profundos na sede de Boa Viagem, mas as vazões - que já eram pequenas - estão rebaixando ainda mais. Vamos continuar trabalhando até encontrar as vazões mínimas necessárias para atender a população”, disse o secretário dos Recursos Hídricos, Francisco Teixeira, ao final da reunião.
A decisão de concentrar esforços em Boa Viagem foi tomada na reunião semanal do Comitê de Monitoramento da Situação do Semiárido Cearense, que aconteceu nesta sexta-feira (4) no Palácio da Abolição, em Fortaleza. Os encontros são monitorados pelo governador Camilo Santana, que participa do evento uma vez por mês.
Ainda segundo o secretário, a partir da próxima semana, técnicos da Cogerh voltarão à cidade para fazer novas alocações de poços (estudos geofísicos que apontam os locais mais propícios à perfuração dos poços); na sequência, a Sohidra inicia a construção dos poços. “Nos de de pequena vazão, estamos instalando pequenos chafarizes. Já foram construídos 14 e estamos concluindo mais sete sistemas. Todos dentro da área urbana”, explica Teixeira.


Na próxima terça-feira, Cagece e Cogerh enviarão técnicos para, juntos com a equipe do SAAE local, procurarem maneiras de otimizar o aproveitamento da água atualmente retirada do aluvião do Açude Vieirão, que está seco. “A água do subsolo do açude tem sido de grande importância para o abastecimento daquela cidade. Vamos continuar trabalhando para obtermos sempre maiores vazões” diz Hélder Cortez.

Helvecio Martins

0 comentários:

Postar um comentário