Ads 468x60px

domingo, 22 de novembro de 2015

Macri é eleito presidente da Argentina e põe fim a 12 anos de kirchnerismo




O empresário Mauricio Macri, 56 anos, é o novo presidente da Argentina. Atual prefeito de Buenos Aires, ele é ex-presidente do clube Boca Juniors e líder de uma frente de centro-direita. Macri foi eleito no domingo (22), na primeira vez na história do país em que uma eleição presidencial foi decidida no segundo turno.
Às 23h56 (horário de Brasília), com 95,35% dos votos apurados, Macri tinha 51,81%(12.524.711 votos), e Scioli, 48,19% (11.648.131 votos), segundo a comissão eleitoral.
Às 21h43 (horário de Brasília), com 63,26% dos votos apurados, Macri tinha 53,50% (8.524.551 votos), e Scioli, 46,50% (7.410.389 votos) e o chefe do órgão eleitoral argentino afirmou que a tendência a favor de Macri era irreversível. Por volta das 22h20, Daniel Scioli, telefonou para o adversário e admitiu a derrota, de acordo com o jornal "Clarin". Os dois são amigos de longa data e Scioli afirmou que Macri era um "justo ganhador".
Macri é engenheiro e se apresentou durante a campanha como a "verdadeira mudança". Líder da coalizão "Cambiemos", o novo presidente irá romper um ciclo de 12 anos de presidentes de centro-esquerda, que começou com Néstor Kirchner em 2003 e continuou com sua mulher, Cristina Kirchner, em 2007.
Ele irá assumir a presidência no dia 10 de dezembro deste ano.
Helvecio Martins

0 comentários:

Postar um comentário