Ads 468x60px

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Condução coercitiva; Operação investiga ex-prefeito e filhos em Pedra Branca. Veja



Inicialmente, o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) havia informado que os três haviam sido presos. Contudo, eles sofreram uma condução coercitiva

O ex-prefeito do município de Pedra Branca, Antônio Góis Monteiro Mendes, e os dois filhos foram levados pela Polícia, na manhã desta quarta-feira (25), para prestar depoimentos. Eles são investigados em  vários crimes, incluindo fraude em licitações, corrupção, peculato e lavagem de dinheiro.

Inicialmente, o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) havia informado que os três haviam sido presos. Contudo, os suspeitos sofreram uma condução coercitiva, meio de restrição à liberdade de locomoção utilizado pela Justiça para obrigar quem descumpre uma intimação.
A operação, denominada "De pai para filho", é comandada pelo MPCE e coordenada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), em parceria com os promotores de Justiça das respectivas cidades e com a Polícia Civil do Estado do Ceará. Os trabalhos resultaram no cumprimento de 17 mandados de busca e apreensão, além de 11 mandados de condução coercitiva de agentes públicos e proprietários de empresas prestadoras de serviços à Prefeitura Municipal de Pedra Branca.

Além de Pedra Branca, também foram realizadas buscas nas cidades de Fortaleza, Boa Viagem, Maracanaú, Quixadá e Canindé.

Entre os mandados de condução coercitiva expedidos estão o do ex-prefeito de Pedra Branca, Antônio Góis Monteiro Mendes, bem como de seus dois filhos Lucas Pereira Mendes e Mateus Pereira Mendes, além de outros investigados. Além das conduções, também foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas residências dos investigados.

MPCE

0 comentários:

Postar um comentário